Polícia Judiciária prendeu o último elemento de um trio que sequestrou um homem em Vila Real, em janeiro, e o deixou em Fernão Ferro (Seixal), depois de levantarem 800 euros da sua conta bancária.
Os três homens suspeitos de terem sequestrado um idoso no seu próprio automóvel, que viriam a agredir e a roubar, durante uma viagem de quase 400 quilómetros, entre Vila Real e Fernão Ferro (Seixal), estão em prisão preventiva, após a detenção do último elemento do trio, de 30 anos, que ocorreu sexta-feira na zona o Montijo. Os suspeitos respondem pelos crimes de sequestro, roubo agravado e dano.
O caso remonta a 5 de Janeiro e acabaria por alcançar mediatismo no país, ao ter gerado alarme social na localidade de Justes (Vila Real). A vítima, de 69 anos, esperava ser atendida numa oficina que foi surpreendida pelos três indivíduos que se apoderaram da sua viatura. Obrigaram o homem a entrar no carro, que conduziriam em direção ao sul do país, para percorrerem mais de 400 quilómetros, mantendo o idoso sob ameaça para o forçar a entregar-lhes dinheiro.
Numa paragem em Macedo de Cavaleiros, os indivíduos viriam a realizar o primeiro levantamento de 400 euros, enquanto numa segunda operação levantaram mais 400. Pelo caminho, os assaltantes ainda realizaram outras tentativas de obter dinheiro via Multibanco, mas sem êxito, uma vez que o plafond do cartão ficaria esgotado logo no primeiro dia.
O trio procurou aguardar pelo dia seguinte (6), mas já não conseguiria fazer mais levantamentos, acabando antes por libertar o homem, embora lhe tivesse levado o carro. A vítima ficou a pé e longe da localidade mais próxima (Fernão Ferro). Os suspeitos viriam a abandonar o automóvel na zona da Moita, onde foi encontrado carbonizado. Apesar das horas de pânico, a vítima encontrava-se bem


dn