Pneus sem ar da Hankook cada vez mais perto de produção


Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         hankook-airless-tires.jpg
Visualizações:	5
Tamanho: 	34,3 KB
ID:      	141058
IFlex da Hankook aprovou recentemente uma série de testes de durabilidade, dureza, estabilidade, slalom e velocidade

Pneus sem ar estão a um passo de se tornar uma realidade de produção, após a Hankook com sucesso colocar o seu pneu iFlex através de uma série de testes de alta velocidade.
O iFlex é a quinta tentativa da Hankook em pneus não-pneumáticos, e traz consigo uma série de benefícios ambientais comparativamente a pneus convencionais
Como já devem ter adivinhado a partir do nome, pneus não-pneumáticos não necessitam de ar .
Em vez disso, o iFlex da Hankook evita construção convencional para um material que a empresa diz que é a fabricação energeticamente mais eficiente e fácil de reciclar.
O material também permitiu à Hankook reduzir para metade o número de etapas envolvidas na fabricação.
No teste, o iFlex foi posto à prova em cinco categorias diferentes: durabilidade, dureza, estabilidade, slalom e velocidade.
O carro eléctrico que a Hankook usou atingiu 130 kmh (81 mph), sem danificar o pneu, e o iFlex foi capaz de igualar o desempenho de um pneu convencional em todos os outros testes - embora nem todos os resultados dos testes foram revelados.
A Hankook não é a única empresa a testar pneus sem ar.
A Michelin abriu uma fábrica norte-americana dedicada exclusivamente à produção do Tweel.
A Bridgestone tem vindo a testar os seus pneus à prova de furos em veículos normalmente utilizados pelos idosos.
Embora ainda em fase de testes, o pneu sem ar tem um enorme potencial em carros de produção.
Eles não furam e em função dos materiais utilizados têm o potencial de reduzir significativamente as emissões poluentes quer na sua produção como na reciclagem.