Pelo menos 70 pessoas, a maioria civis, foram mortos hoje em ataques aéreos pelo regime sírio num mercado na cidade rebelde de Douma, perto de Damasco, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).



"O regime atingiu quatro vezes o 'souk' [mercado] no centro da Douma. Há 70 mortos e mais de 200 feridos", disse à AFP Rami Abdel Rahman, responsável do Observatório, uma ONG que tem uma vasta rede de fontes em toda a Síria, um país devastado pela guerra.




"Depois do primeiro ataque, as pessoas juntaram-se num sítio, seguindo-se depois os outros ataques", afirmou, acrescentando que muitos feridos estão em estado grave. "De acordo com informações preliminares, a maioria dos mortos são civis", frisou.
Douma, uma cidade a 13 quilómetros a nordeste de Damasco e controlada pelos rebeldes há mais de dois anos, é regularmente alvo de ataques mortais do exército da Syrian Air, a principal arma do regime contra os insurgentes.
Os ataques de hoje coincidiram com a visita à Síria do responsável pelos Assuntos Humanitários da ONU, Stephen O'Brien, que está na sua primeira visita ao país.



nm