A internet continua a ser um dos focos de atenção das autoridades chinesas.




A polícia chinesa anunciou a detenção de cerca de 15 mil pessoas por alegados crimes relacionados com a segurança na internet.




A informação de que a Reuters dá conta surge numa altura em que está a decorrer na China um programa de ‘limpeza’, direcionado para a internet.
Ao todo terão sido investigados cerca de 66 mil websites. Entre as razões para detenção encontram-se conteúdos relacionados com pornografia, armamento e jogos online, bem como informação considerada “lesiva”.


nm