A criação de Fernando Lima, em seda natural e veludo preto, tem o típico coração de Viana bordado à mão, num trabalho que chegou a envolver cerca de 17 horas por dia.

Um costureiro do Porto criou um vestido de noiva com 70 mil cristais Swarowski, inspirado no traje de Viana do Castelo. Para fazer este vestido, avaliado em 38 mil euros, Fernando Lima precisou de 50 metros de seda e de 900 horas.

"Vou sempre às festas da Agonia, e no ano passado, quando assistia à festa do traje, disse para mim que ia fazer um vestido de noiva monumental. Foi a própria festa que me inspirou, porque eu sou festeiro e gosto destas tradições", explicou o costureiro.
Fernando Lima adiantou que o vestido, apresentado publicamente durante a festa do traje da Romaria da Agonia, "ainda não está à venda", mas garantiu que "interessados não faltam".
"Foi o primeiro vestido que fiz sem ter um cliente específico. Para já quero promovê-lo, até internacionalmente, e depois sim, vendê-lo. O vestido é o mote para um projeto de roupa inspirada nos trajes regionais de Portugal, que são demasiado bonitos para serem utilizados apenas num dia de festa", afirmou o sócio da Goldinsigne Design, empresa que assina a criação.
A criação, inspirada no traje de noiva de Viana do Castelo, que já esteve em exposição no Museu do Traje de Viana do Castelo, encontra-se atualmente no ateliê do costureiro portuense que há 25 anos se dedica à confeção de vestidos de noiva e de noite.







dn