Página 2 de 6 Primeiro 1 2 3 ... Último
  1. #16
    Avatar de Feraida
    Registo
    Feb 2012
    Posts
    4.159
    Fraude da Volkswagen alastra-se e Bruxelas pede investigações nacionais

    Grupo alemão vai nomear amanhã novo presidente executivo.

    CEO da Porsche é dado como o nome mais provável.

    A Volkswagen está a braços com a maior crise da sua história REUTERS


    A fraude detectada nos EUA foi apenas o começo.

    Já surgiram sinais de que o problema se estende também à Europa e a outras marcas para além da Volkswagen, num caso que está a lançar desconfiança tanto sobre os fabricantes europeus, como sobre as práticas de regulação.

    Nesta quinta-feira, a Comissão Europeia apelou a que todos os Estados-membros levem a cabo investigações nacionais e comuniquem os resultados a Bruxelas.

    “A nossa mensagem é clara: tolerância zero com a fraude e cumprimento rigoroso das regras europeias”, afirmou, em comunicado, a comissária Elzbieta Bienkowska, que tem a pasta do Mercado Interno e Indústria.

    “Precisamos de toda a informação e de testes robustos de emissão de poluentes”.

    Contrariamente ao que acontece nos EUA, que são mais exigentes a este respeito, a União Europeia ainda não faz testes em estrada.

    Estes vão começar a ser introduzidos no início do próximo ano, mas ainda não se sabe o que acontecerá se os resultados forem muito diferentes dos obtidos em laboratório.

    “Ainda temos de chegar a um acordo no tratamento a dar à certificação em caso de grande divergência entre os resultados dos testes de emissão de poluentes em laboratório e em condução real”, referiu a Comissão.

    Ainda antes do apelo, alguns países já tinham decidido avançar.

    O Governo francês vai analisar carros de todas as marcas, incluindo da Peugeot e Citröen, ambas do grupo francês PSA.

    No Reino Unido, o regulador está em conversações com os fabricantes e poderá vir a fazer novos testes de laboratório aos automóveis já analisados.

    Em Portugal, o ministro da Economia, António Pires de Lima, adiantou que o Governo está trabalhar com o Instituto de Mobilidade e Transportes "para perceber se há alguma implicação para Portugal".

    Pires de Lima disse ainda ter falado com responsáveis da Autoeuropa, a fábrica da Volkswagen em Palmela, que asseguraram que os automóveis feitos em Portugal não incluem o sistema fraudulento.

    O Governo alemão, entretanto, já afirmou ter descoberto que a Volkswagen também manipulou os testes dos motores a diesel comercializados no mercado europeu.

    O ministro dos Transportes, Alexander Dobrindt, disse que uma comissão especial formada para investigar o assunto foi informada por executivos da própria Volkswagen, num encontro na sede da empresa, em Wolfsburg, de que alguns modelos na Europa também estavam equipados com software para emitir menos gases poluentes quando estavam a ser testados.

    Segundo o ministro, a empresa referiu-se aos veículos com motores a diesel de cilindradas 1.6 e 2.0.

    A revelação aconteceu no mesmo dia em que a revista alemã Auto Bild divulgou resultados de testes que indicam que um modelo Volkswagen e um outro da BMW ultrapassam os limites legais na União Europeia para a emissão de óxido de azoto – um poluente associado a asma e outras doenças pulmonares e que motivou o processo nos EUA.

    Os testes foram feitos pelo Conselho Internacional para a Transportação Limpa, o mesmo grupo ambientalista que alertou as autoridades americanas para as irregularidades.

    Àquela revista, a BMW negou ter nos seus carros qualquer sistema que manipule as emissões quando estes estão a ser testados.

    Por outro lado, o jornal El País noticiou que os motores da Volkswagen com o sistema de fraude foram também usados, desde 2009, em mais de meio milhão de veículos da Seat, a marca espanhola que é subsidiária do grupo alemão.

    A Seat confirmou ter usado aqueles motores, mas não revelou em quantos carros.

    O escândalo está desde sexta-feira a fazer crescer uma onda de indignação na Europa, onde os carros a diesel têm muito mais peso do que nos EUA.

    No ano passado, segundo números da Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis, 53% dos carros novos vendidos tinham motor a diesel.

    Em Portugal, este tipo de motores representou 71% das vendas.

    A Volkswagen está a esforçar-se por conter a maior crise da sua história.

    A empresa deverá anunciar nesta sexta-feira um novo presidente executivo.

    O actual CEO da Porsche, Matthias Müller, tem sido nome mais apontado.

    O grupo também já indicou que afastará mais executivos de topo.

    O caso está a afastar os investidores das acções dos fabricantes europeus.

    A cotação Volkswagen terminou o dia a subir 0,6%, abrandando a tendência positiva já registada na quarta-feira e estando muito longe de recuperar do desastre do início da semana.

    A BMW caiu 5,2% e a Daimler (que fabrica os Mercedes) desceu 4,4%. A PSA teve uma queda de 1,6%.


    Fonte
    Última edição por Feraida; 24-09-2015 às 19:58.

  2. #17

    Registo
    Feb 2011
    Posts
    2.942
    Onde há americanos há guerra eles podem tudo , poluir a vontade ... menos automóveis europeus
    Para duvidas e ajudas existe um fórum com varias temáticas , não me peçam ajuda por pm serão ignorados

  3. #18
    Avatar de Feraida
    Registo
    Feb 2012
    Posts
    4.159
    Volkswagen vendeu mais de um milhão de carros manipulados em França

    A Volkswagen vendeu em França mais de um milhão de carros a diesel equipados com o dispositivo que permite manipular os resultados das emissões poluentes, revelou, esta sexta-feira, a rádio France Info.













    Os carros afetados comercializados em França entre 2009 e junho deste ano foram, em concreto, 1068796, indicou a emissora, com base em cálculos da sociedade de análise do setor Inovev.

    A Agência de Proteção do Meio Ambiente dos Estados Unidos acusou na sexta-feira passada a empresa de falsear o desempenho dos motores em termos de emissões de gases poluentes através de um "software" incorporado no veículo, incorrendo numa multa que pode ir até aos 18 mil milhões de dólares (cerca de 15,9 mil milhões de euros).No domingo, a Volkswagen reconheceu ter falseado os dados.

    In:Jn
    Última edição por Feraida; 25-09-2015 às 12:57.

  4. #19
    Avatar de Feraida
    Registo
    Feb 2012
    Posts
    4.159
    Citação Postado originalmente por PSonic Ver Post
    tens toda a razão Feraida, levem la um Airbus e um Boing daquelas de n sei qts andares e para centenas de pessoas a um IPO!!!! Aquilo so para levantar voo deve dar para alimentar centenas de automoveis por 1 ano (é uma questão de ir procurar esses dados), sei que o Concorde só para chegar à pista e levantar voo eram médias de 2 toneladas de combustivel.
    Por simples curiosidade, fui pesquisar e encontrei um site interessante da ANAC(autoridade nacional da aviação civil):

    http://www.anac.pt/vPT/Generico/RegE...imaticas1.aspx,

    com calculadora de emissões de carbono:

    http://www.anac.pt/vPT/Generico/RegE...decarbono.aspx

    Duma viagem aos Açores para uma pessoa, em classe económica, Porto - Ponta delgada, são produzidos (segundo a dita calculadora) 268.94 Kg de Co2.

    Não sei avaliar isto mas, acho muita poluição por passageiro o que se aproxima da ideia que tinha quanto ao facto dos aviões serem dos principais poluidores mundiais( até têm direito a legislação específica por parte da União Europeia).

    Sem contar com as grandes industrias, os transportes e os automóveis.

    Cumps

    Feraida

  5. #20
    Avatar de Feraida
    Registo
    Feb 2012
    Posts
    4.159
    Volkswagen ignorou avisos sobre emissões ilegais

    A Volkswagen ignorou vários avisos da estrutura e de fornecedores sobre o dispositivo que falseava as emissões de gases e que provocou o pior escândalo empresarial do setor nos últimos anos.

    DADO RUVIC/REUTERS
    Volkswagen admitiu que 11 milhões de carros a diesel em todo o mundo estão equipados com dispositivo que manipula os dados sobre emissão de gases

    O jornal alemão "Bild am Sonntag" refere que o fornecedor de peças Bosch tinha produzido o dispositivo, mas alertou o grupo Volkswagen em 2007 que foi concebido apenas para testes internos e que ao usá-lo para homologações de níveis de emissões seria ilegal.

    Um porta-voz da Bosch disse à agência AFP que a empresa não poderia adiantar mais pormenores, citando um acordo de "confidencialidade" com o seu parceiro de negócios.

    Já de acordo com o "Allgemeine Sonntagszeitung Frankfurter", um funcionário da Volkswagen também tinha soado o alarme em 2011, advertindo que o "software" utilizado poderia significar uma "violação" da lei.

    De acordo com a manchete do "Allgemeine Sonntagszeitung Frankfurter", com o título "O que Winterkorn sabe?", e citando fontes do conselho de supervisão da Volkswagen não identificadas, o aviso do funcionário não foi levado a sério pelos órgãos de gestão.

    Entretanto, as autoridades alemãs estabeleceram um cronogramaaté 7 de outubro exigindo ao grupo Volkswagen que garanta até essa data que todos os carros a gasóleo cumpram as normas nacionais de emissões sem usar a tecnologia que defraudou os resultados dos testes.

    A empresa alemã está sob pressão para delinear rapidamente uma solução para o problema, que afeta 2,8 milhões de carros com motores a gasóleo vendidos na Alemanha.

    O Departamento Federal de Veículos (KBA) alemão refere que se a Volkswagen não cumprir, poderá retirar a homologação dos modelos afetados, o que significa que já não podem ser vendidos ou mesmo andar nas estradas alemãs, adianta o relatório.

    Um porta-voz da Volkswagen disse à agência AFP a empresa iriaapresentar em breve um plano de ação na Alemanha e anunciar quando esperam chamar os veículos às oficinas que tenham o "software" instalado, acrescentando que estavam a trabalhar "a todo vapor".

    A Comissão Europeia disse sexta-feira que um novo procedimento de teste entrará em vigor em janeiro, porque os testes de laboratório atuais "não refletem as emissões dos veículos em condições normais de condução".

    A VW provocou indignação mundial quando admitiu que 11 milhões de carros a diesel em todo o mundo estão equipados com os chamados dispositivos de descativação que ativam controles de poluição durante os testes, mas automaticamente os desliga quando o carro está em condução.

    O escândalo em espiral mancharam o nome da Volkswagen, que a deixou exposta a milhares de milhões de dólares em multas nos Estados Unidos, com investigações desde a Noruega até à Índia, e que desvalorizou a empresa num terço do seu valor em bolsa numa semana.

    Na última sexta-feira, após uma maratona de reuniões de crise, o conselho de supervisão da líder de mercado mundial de automóveis designou o presidente da Porsche, Matthias Mueller, para substituir Martin Winterkorn como presidente executivo do grupo alemão.

    Mueller, de 62 anos, prometeu "ultrapassar esta crise" e restaurar a confiança através de "uma investigação implacável com a máxima transparência".

    O grupo alemão sofreu sua maior crise, no mesmo ano em que tinha alcançado o objetivo de longa data, que foi ultrapassar a Toyota como o maior fabricante mundial de automóveis em vendas.

    In:Jn
    Última edição por Feraida; 28-09-2015 às 11:30.

  6. #21

    Registo
    Sep 2015
    Posts
    26
    Não se pode deixar impune tal crueldade para com a natureza.

  7. #22

    Registo
    Nov 2006
    Idade
    34
    Posts
    208
    Lembrei-me aqui da situação, dos automóveis anteriores a 2000 não poderem andar no centro de Lisboa, agora como se aplica esta situação pois não é pelo o carro ser moderno que polui menos.

  8. #23
    Avatar de Feraida
    Registo
    Feb 2012
    Posts
    4.159
    94 mil veículos em Portugal equipados com o kit fraudulento

    A importadora para Portugal da Volkswagen, a SIVA, disse, esta terça-feira, que em Portugal existem 94.400 veículos equipados com motores Euro 5, o que tem o kit fraudulento.

    DADO RUVIC/REUTERS

    A empresa afirma que as soluções técnicas estão a ser desenvolvidas e serão apresentadas no próximo mês.

    A SIVA publicou ainda uma série de perguntas e respostas para os proprietários dos veículos das marcas afetadas pela manipulação do motor diesel EA 189 EU5.

    Sabe-se já que o fabricante alemão Volkswagen vai chamar à revisão cinco milhões de veículos.

    No total, tratam-se de 11 milhões de veículos afetados em todo o mundo, dos quais cinco milhões são da marca Volkswagen, 2,2 milhões da Audi, 1,2 milhões da Skoda, 700 mil da Seat e 1,8 milhões de veículos comerciais.

    Certos modelos com alguns anos de fabrico foram equipados, exclusivamente, com o motor diesel EA 189.

    Entre os modelos da marca Volkswagen incluem-se, por exemplo, o Golf de sexta geração, o Passat de sétima geração e a primeira geração do Tiguan, segundo a Volkswagen.

    Já todos os veículos novos da marca Volkswagen que cumprem a normativa europeia EU6 não estão afetados, nomeadamente, os novos modelos do Golf, Passat e Tourant.

    A Volkswagen e todas as suas marcas afetadas apresentarão em outubro às autoridades correspondentes as soluções e medidas técnicas para os veículos com um motor diesel EA 189 manipulado.

    Todas as marcas do consórcio afetadas vão ativar páginas nacionais na internet onde os clientes poderão informar-se da situação.

    A Volkswagen admitiu, na semana passada, que 11 milhões de carros a diesel em todo o mundo estão equipados com dispositivos que ativam controlos de poluição durante os testes, mas automaticamente os desligam quando o carro está em condução.

    O escândalo manchou o nome da Volkswagen, deixando-a exposta a milhares de milhões de dólares em multas nos Estados Unidos, com investigações desde a Noruega até à Índia, e que desvalorizou a empresa num terço do seu valor em bolsa numa semana.

    Na última sexta-feira, após uma maratona de reuniões de crise, o Conselho de Supervisão da líder de mercado mundial de automóveis designou o presidente da Porsche, Matthias Mueller, para substituir Martin Winterkorn como presidente executivo do grupo alemão.


    Fonte
    Última edição por Feraida; 29-09-2015 às 19:24.

  9. #24
    Avatar de PSonic
    Registo
    Feb 2007
    Idade
    34
    Posts
    5.920
    Hoje de manhã vi o ministro dos transportes a falar sobre isto, até metem nojo esta classe política.

    A preocupação deles é principalmente a questão fiscal, q os veículos não estão a pagar o imposto devido. Já estou mesmo a ver o filme, os donos dos veículos afetados deverão sofrer um aumento do iuc caso a VW não resolva o problema, e com um pouco mais de jeito ainda os anos anteriores. Este caso nem os donos têm culpa e foram igualmente enganados.

    Desejo estar errado

  10. #25
    Avatar de DX2
    Registo
    Jan 2011
    Posts
    5.393
    A DECO já veio dizer que todos os proprietários de veículos com menos de 2 anos equipados com o "famoso" motor, têm direito legal a pedir a devolução do valor comercial do veículo. O princípio no qual se baseia este direito também deve ser válido em relação às taxas pagas. O Estado não pode ir cobrar um excedente às taxas de emissão de poluentes porque os proprieários desconheciam a fraude. A única entidade a quem o Estado pode pedir um ressarcimento é o grupo VW, porque os carros foram homologados com um valor, que determinou o valor do IUC, e a sua alteração não teve qualquer intervenção dos proprietários.

    DX2
    «« O texto acima não foi, nem nunca será, escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico »»

    DEMOCRACIA SEMPRE, ABRIL NUNCA MAIS!



  11. #26
    Avatar de PSonic
    Registo
    Feb 2007
    Idade
    34
    Posts
    5.920
    Esperemos bem q sim, mas nestes últimos anos o governo não respeitou inúmeras vezes os cidadãos o q me deixa um pouco desconfiado.

    E pelas últimas notícias todas as marcas vão ser testadas.
    O raio passou pela cabeça dos responsáveis da VW fazerem uma coisa destas, ainda por cima em vários modelos e até outras marcas do grupo assim como as que usam material da VW e durante anos!!! Devem pensar que tendo dinheiro e ter um alto cargo podem fazer o que lhes apetece.
    Isto não é um "simples" caso de uma falha de construção, mas burla a uma escala nunca vista neste mercado.

    Penso que foi à uns dois anos que a Honda equipou os seus automóveis com um modelo de airbag defeituoso que matou várias pessoas, pequenos acidentes e os condutores morreram devido ao disparo do airbag que projectava pequenos objetos do seu interior a mais de 300km/h ferindo mortalmente os condutores.
    A marca após alguns incidentes veio confirmar a falha nos airbags, a marca neste caso não é directamente culpada pois os airbags são comprados a outra empresa mas no final quem fica com o nome na lama é a marca onde este lote de airbags defeituosos foram montados.
    Este caso até tive pena da Honda pois todos conhecem por ser extremamente fiável (sei do que falo pq tenho 2 veículos da marca, um carro e uma moto).

    O que quero dizer com isto é que uma falha de construção em algum veículo e depois de tudo reparado/trocado a marca não perde a sua credibilidade junto do mercado pois todos intendem que são coisas que pode acontecer e não foi premeditado, agora este caso da VW foge a tudo isto.
    É uma pena porque é tb uma marca muito fiável e isto pode mesmo prejudicar as vendas no futuro. Verdade seja dita, acho que todas as marcas no mercado (modelos massivos) são todos fiáveis. O problema hoje em dia é o raio da electronica que passado poucos anos começa-se a passar

  12. #27
    Avatar de DX2
    Registo
    Jan 2011
    Posts
    5.393
    Neste caso não há muito que o Estado possa fazer contra os proprietários. Não foram eles que lhe lesaram os cofres.

    Com o passar do tempo as pessoas já começam a saber distinguir que só foram mafiados os modelos equipados com os motores EA189 e que não têm razões para desconfiar da marca em relação ao resto dos propulsores.

    DX2
    «« O texto acima não foi, nem nunca será, escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico »»

    DEMOCRACIA SEMPRE, ABRIL NUNCA MAIS!



  13. #28
    Avatar de PSonic
    Registo
    Feb 2007
    Idade
    34
    Posts
    5.920
    Correcto, mas a raça humana só se lembra do mal e vão rotular a marca como burlões mm sendo só um motor "modificado", pelo menos enquanto os medias andarem a "queimar" toda a marca.

    Eu como consumidor nunca considerei comprar VW, acho caros, mas tem excelentes veículos.

    Não sou nenhum engenheiro mas acho que não vão conseguir colocar o motor em conformidade com a homologação sem que a potência/performance seja afectada.

  14. #29
    Avatar de Feraida
    Registo
    Feb 2012
    Posts
    4.159
    Guia para proprietários de carros Volkswagen, Seat, Audi e Skoda


    Fotografia © REUTERS/Stefan Wermuth

    O escândalo da manipulação das emissões de gases poluentes está a gerar várias dúvidas nos proprietários dos veículos afetados.

    Aqui ficam alguns esclarecimentos.

    O escândalo relacionado com a manipulação das emissões de gases poluentes pela Volkswagen tem proporções mundiais e em Portugal existem 94.400 veículos afetados.

    O grupo ainda não deu todas as explicações sobre os automóveis em causa, informando apenas que os proprietários das marcas Volkswagen, Volkswagen Veículos Comerciais, Audi, Seat e Skoda serão informados para uma chamada às oficinas de forma a retirar o dispositivo manipulador das emissões de gases poluentes.

    Seguem-se respostas a algumas perguntas sobre o tema:

    Com este escândalo no grupo Volkswagen, posso continuar a usar o meu automóvel?

    Sim.

    A anomalia detetada não afeta a segurança e os veículos estão em perfeitas condições de circulação, pois as irregularidades detetadas estão relacionadas com a manipulação de emissões de gases poluentes.

    O que devo fazer se tenho um carro presumivelmente afetado?

    Pode colocar-se em contacto com um concessionário da marca para solicitar mais informação.

    Pode também contactar uma instituição de defesa do consumidor se tem intenção de colocar em tribunal a marca, seja em ação coletiva ou particular.

    O normal será esperar que o fabricante o contacte para uma chamada às oficinas para reajuste do motor.

    Em que consistirá a chamada à oficina?

    A Volkswagen disse que ainda não tem decidida a atuação concreta, mas está a trabalhar no desenvolvimento de uma solução técnica que não afete as prestações ou o consumo.

    No entanto, o Governo alemão fixou o dia 7 de outubro para que o grupo apresente um plano.

    A solução mais lógica passa por uma reprogramação da eletrónica do motor, mas alguns especialistas avançam com outras possibilidades muito mais caras, como a inclusão de um catalisador SCR ou substituição do motor por outro mais moderno.

    Esta chamada às oficinas vai custar-me dinheiro?

    Nunca.

    A Volkswagen anunciou que a alteração será completamente gratuita para os proprietários dos automóveis.

    A modificação técnica nas oficinas poderá ter consequências nas prestações ou no consumo do carro?

    Ainda que a Volkswagen afirme que não, tais consequências não se podem descartar devido à natureza da programação usada nos dispositivos manipuladores.

    Se quiser baixar drasticamente as emissões, a quantidade de gasóleo queimada deverá ser maior, gerando mais consumo e, provavelmente, prestações diferentes das atuais.

    Posso recusar-me a realizar a chamada à oficina?

    Sim.

    Nada obrigará a realizar a modificação, mas o automóvel com o dispositivo manipulador enviará para a atmosfera altas emissões de óxidos nitrosos (NOx), o que é mau para o ambiente.

    Além disso, não há que descartar problemas com o controlo de emissões nas inspeções técnicas no futuro.

    O Estado pode reclamar junto do proprietários dos automóveis em causa impostos não pagos por terem comprado um carro que falseia as emissões?

    O ministro da Economia afirmou esta semana que o Estado vai zelar pelo cumprimento das obrigações fiscais da Volkswagen, caso seja detetada a existência de impostos que não foram pagos, e salientou que os consumidores "não podem ser penalizados".

    Mas como estamos à beira de eleições legislativas, um novo governo poderá ter uma opinião diferente. Para já, Pires de Lima criou uma comissão que vai acompanhar este processo.

    Qual é o motor EA189?

    O EA189 não é um motor em concreto, mas sim da família de motores a gasóleo anterior aos EA288 e usados até junho deste ano nos veículos mais recentes do grupo Volkswagen.

    A família EA189 é composta por quatro cilindros e com duas cilindradas diferentes, 2.0 TDI e 1.6 TDI, bem como o motor de três cilindros de 1.2 TDI, colocado em algumas versões do Volkswagen Polo, Seat Ibiza, Skoda Fabia e Skoda Roomster.

    Os motores EA 189 têm todos o dispositivo manipulador de emissões?

    Até agora, o grupo Volkswagen não tornou pública a lista definitiva dos motores afetados, bem como os modelos em causa, mas a empresa alemã parece querer circunscrever o problema aos motores 1.6 TDI e 2.0 TDI alimentados por injeção 'common rail' e sujeitos à norma EURO5, anterior à EURO6 que entrou em vigor no passado 1 de setembro.

    O escândalo foi desencadeado pelos motores 2.0 TDI, os únicos que se comercializaram nos Estados Unidos entre 2009 e 2015, embora a Volkswagen tenha confirmado que também os 1.6 TDI foram equipados pelo 'software' que enganava os testes de homologação, bem como os motores 1.2 TDI.

    Quantos veículos estão equipados com o dispositivo manipulador de emissões de gases?

    O grupo Volkswagen disse que eram 11 milhões em todo o mundo, um valor que correspondente ao somatório de todas as versões TDI vendidas pelas marcas Volkswagen, Audi, Seat e Skoda dotadas de um motor EA189.

    Em Portugal, o importador das marcas Volkswagen, Audi e Skoda admitiu 94.400 unidades e já mais recentemente, a Seat, também do grupo Volkswagen, anunciou 23 mil carros, o que eleva para 117 mil as unidades afetadas pelo dispositivo manipulador.

    Que modelos do grupo estavam equipados com motores 1.6 TDI e 2.0 TDI da família EA189?

    Na gama Volkswagen usaram-se diferentes versões do Polo, Golf, Scirocco, Beetle, Eos, Jetta, Passat, CC, Touran, Sharan, Tiguan, Amarok, Caddy e Multivan.

    Também foram equipados nos Audi A1, A3, TT, A4, A5, A6, Q3 e Q5; nos Seat Ibiza, Leon, Toledo, Exeo, Altea, Altea XL e Alhambra; e nos Skoda Fabia, Spaceback, Rapid, Octavia, Scout, Superb, Roomster e Yeti.

    A Bosch tem alguma responsabilidade no assunto?

    Como fornecedor do dispositivo manipulador dos motores EA189, a Bosch joga um papel essencial.

    O fornecedor alemão reconhece que colocou o dispositivo nos automóveis 2.0 TDI destinados aos Estados Unidos, mas o fabricante de componentes recusa qualquer tipo de responsabilidade na manipulação dos valores de medição dos motores a gasóleo da Volkswagen, pois não incluía qualquer característica ilegal.

    "Terminamos os componentes segundo as características fixadas pela Volkswagen, e a responsabilidade da sua aplicação e integração depende da Volkswagen", disse a Bosch.

    Estou a pensar comprar um carro novo de uma das marcas do grupo Volkswagen.

    Que faço?

    Se está nos seus planos a aquisição de um automóvel Audi, Seat, Skoda ou Volkswagen com motor TDI, pode seguir em frente porque os modelos actualmente à venda cumprem a normativa europeia de emissões EURO6 e não estão afetados.

    Posso vender o meu automóvel usado mesmo sendo uma das unidades afetadas pelo escândalo?

    Sim, porque a marca irá contactar o novo proprietário quando o automóvel for chamado às oficinas.

    Existe é o problema de o carro se desvalorizar devido aos danos da imagem de marca.

    As emissões em causa, os óxidos nitrosos (NOx), são perigosas?

    Ainda que tradicionalmente se dê mais atenção ao dióxido de carbono, o CO2, ou ao monóxido carbono, nos últimos tempos cresce a preocupação à volta dos óxidos de nitrogénio, o NOx, relacionados a curto prazo com ataques de asma e irritação das vias respiratórias, e a mais longo prazo com doenças cardiovasculares e respiratórias de tipo crónico.

    Os NOx podem fazer uma reação com outros compostos, formando nanopartículas que, dentro do aparelho respiratório, causam ou agravam bronquites ou enfisemas pulmonares.

    São permitidas as mesmas emissões de NOx nos motores nos Estados Unidos e na Europa?

    Não.

    A norma americana é muito mais dura, pois consente um máximo de 40 mg de óxidos nitrosos por quilómetro, quando a norma EURO6 permite um máximo de 80 mg/km.

    É possível que outras marcas tenham realizado emissões fraudulentas?

    Ainda não se sabe.

    Algumas organizações não-governamentais e de proteção ambiental já vieram dizer que existe uma diferença enorme entre os dados dos testes de homologação, que são feitos com o carro parado, e a condução em situação real.

    De qualquer forma, não se compara ao que o grupo Volkswagen admitiu: ter feito batota nos testes de homologação.

    Fonte
    Última edição por Feraida; 02-10-2015 às 10:26.

  15. #30
    Avatar de PSonic
    Registo
    Feb 2007
    Idade
    34
    Posts
    5.920
    Citação Postado originalmente por Feraida Ver Post
    O Estado pode reclamar junto do proprietários dos automóveis em causa impostos não pagos por terem comprado um carro que falseia as emissões?

    O ministro da Economia afirmou esta semana que o Estado vai zelar pelo cumprimento das obrigações fiscais da Volkswagen, caso seja detetada a existência de impostos que não foram pagos, e salientou que os consumidores "não podem ser penalizados".

    Mas como estamos à beira de eleições legislativas, um novo governo poderá ter uma opinião diferente. Para já, Pires de Lima criou uma comissão que vai acompanhar este processo.
    Vamos la ver!
    A VW pode ter que pagar ao Estado os impostos passados pois estava a emitir mais gases ao registado assim como o imposto a quando do registo, mas caso não seja possível a redução do CO2 sem a respectiva perda de potencia do motor e escolherem ficar com os motores com as performances anunciadas quem vem pagar o acerto do IUC nos anos seguintes?
    Última edição por PSonic; 02-10-2015 às 13:44.

Página 2 de 6 Primeiro 1 2 3 ... Último

Tópicos Similares

  1. Carros da Volkswagen passam a estar ligados a smartphones
    Por kokas no fórum Informática e Tecnologia
    Respostas: 0
    Último Post: 31-05-2015, 08:02
  2. Pode-se VENDER carros usados na via pública ?
    Por billshcot no fórum Código da Estrada
    Respostas: 3
    Último Post: 02-02-2014, 22:57
  3. Respostas: 0
    Último Post: 03-03-2010, 17:32
  4. Fisco vai vender 75 mil carros penhorados
    Por Amorte no fórum Arquivos
    Respostas: 0
    Último Post: 09-09-2009, 18:41
  5. Preços dos carros a diesel disparam em 2009
    Por xicca no fórum Arquivos
    Respostas: 0
    Último Post: 04-11-2008, 09:32

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar