O famoso assaltante saiu da cadeia de Monsanto às 10.10 numa carrinha celular rumo a Elvas onde foi entregue aos guardas espanhóis




Jaime Jimenez Arbe, o assaltante espanhol conhecido por El Solitário, saiu da cadeia de Monsanto esta manhã, às 10.10, rumo a Elvas, onde seria entregue aos guardas espanhóis nos termos da extradição que agora se cumpre. El Solitário seguiu numa carrinha celular, algemado, e atrás dessa viatura seguiu outra carrinha celular, com nove guardas do Grupo de Intervenção da Guarda Prisional (GISP) a assegurarem a vigilância do perigoso criminoso espanhol.No seu país natal, El Solitário tem uma pena de 47 anos de prisão para cumprir, pela autoria de 30 assaltos a bancos e pelo homicídio de dois elementos da Guardia Civil.O criminoso espanhol foi condenado em 2008, em Portugal, a sete anos e meio de prisão por ter tentado assaltar um banco na Figueira da Foz."El Solitário" diz ter sido agredido por guardas prisionais








Uma operação conjunta e em colaboração da polícia portuguesa e espanhola permitiu na altura pôr fim a 14 anos de atividade criminosa que El Solitário justificava como luta contra o regime espanhol.Até a sua investida num banco português, as autoridades espanholas nunca tinham conseguido apanhar um dos mais famosos assaltantes de Espanha. Nos roubos nunca deixou uma impressão digital nem demorou mais de dois minutos a fazer um assalto.Agora vai ajustar contas com a justiça espanhola. Com a pena que tem para cumprir, nunca mais sairá da cadeia.


dn