Em Portugal, clientes da Audi, Skoda e Volkswagen serão informados esta semana sobre o processo em curso. Nos EUA, sabe-se hoje que há um novo motor equipado com o software manipulador.




O Porsche Cayenne e o VW Touareg, os Audi A6, A8 e Q5, todos equipados com o motor V6 3.0 TDI, também estão afectados pelo software manipulador de emissões de óxidos de azoto, acusa a EPA.

A entidade ambiental norte-americana, que a 18 de Setembro denunciou a existência de um software nos diesel da VW e Audi que manipulava o nível de emissões nos testes, desencadeando um processo que ganhou escala mundial, veio agora dizer que esse designado ‘defeat device’ também está neste turbodiesel V6, que em Portugal equipa estes e outros modelos do grupo.

De acordo com a Bloomberg, a investigação ao 3.0 V6 TDI, dos anos 2015 e 2016, prossegue.

Com a introdução deste motor no 'dieselgate', a Porsche entra no lote de marcas envolvidas na fraude.

A marca desportiva foi até há cerca de mês e meio liderada Matthias Müller (na foto), antes de este ser colocado como CEO do grupo Volkswagen.

Substituiu nessa altura Martin Winterkorn, afastado devido, precisamente, ao escândalo que envolveu, numa primeira fase, a Volkswagen e a Audi.

Com a inclusão da Porsche nesta fraude, algo que o construtor ainda não confirmou, os próximos dias mostrarão se Müller também será afectado.

Quanto aos motores já confirmados pelo próprio grupo Volkswagen como estando afectados pela fraude das emissões, e que implicam cerca de 120 mil automóveis em Portugal, a SIVA, importador da Audi, Skoda e Volkswagen, disse ao Económico que os concessionários “vão, esta semana, enviar uma carta aos clientes cujos veículos estão afectados, explicando-lhes o que foi feito até agora pelo Grupo VW junto das autoridades alemãs e esclarecendo-os sobre o facto de o Grupo VW estar a trabalhar nas medidas técnicas necessárias, as quais comunicará oportunamente”.

Por seu lado, a Seat Portugal, representante da marca espanhola do grupo, explica que ainda não dispõe da informação de fábrica que permita avançar com esclarecimentos aos clientes.


Fonte