1. #1
    Avatar de Feraida
    Registo
    Feb 2012
    Posts
    4.159

    Padrão Volkswagen. Donos dos carros com emissões adulteradas podem receber dinheiro de volta

    O jurista da Deco garante à Renascença que quem tem um carro da marca alemã com emissões adulteradas pode pedir a nulidade do contrato e receber de volta a quantia que pagou pelo veículo.



    Todos os donos de um Volkswagen, incluído no lote que a marca reconheceu ter falsificado o registo das emissões de poluição, têm direito a exigir a anulação do contrato e receber de volta o dinheiro pago pelo carro.

    Quem o garante é o jurista da Deco Luís Pisco no o programa "Em Nome da Lei" da Renascença.

    “Tendo em conta que o que está em causa é a prática desleal por parte de um grande fabricante e, como os consumidores foram enganados quanto às características do automóvel que adquiriram, podem pedir a anulação do contrato”, diz o jurista da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.

    Não se trata de uma possibilidade apenas para as viaturas ainda no período de garantia de dois anos.

    “A prova é mais difícil, mas ao mesmo está facilitada porque foi assumida pelo fabricante”, explica o representante da associação que defende os direitos dos consumidores.

    Interesses do governo ou dos consumidores?

    O jurista da Deco diz que a fraude com o registo das emissões dos carros da Volkswagen é tão escandalosa que tem de ser tratada de uma forma excepcional.

    Para Luís Pisco, o Governo deve criar um mecanismo arbitral que possa resolver todos os caso e “tem de bater o pé à marca” para acautelar os interesses dos consumidores como está a ser feito noutros países europeus.

    “Nós gostávamos de saber se o Governo português está alinhado com os principais governos europeus, ou se está mais interessado em defender os seus interesses e deixando de fora os consumidores”, diz.

    Luís Pisco fala de casos de outros países europeus em que a marca ao invés de propor a eliminação do software, estará a entregar carros novos aos proprietários.

    Fisco e o risco de mais uma penalização aos donos de um VW

    Em relação ao último caso conhecido, das 800 mil viaturas cujo registo das emissões de CO 2 terá sido manipulado, o advogado Pedro Pais de Almeida diz que pode haver lugar a acertos fiscais.

    Isto porque a tributação automóvel tem em linha de conta as emissões de dióxido de carbono.

    Em relação ao Imposto Único de Circulação, o sujeito passivo é o proprietário do veículo e, portanto, pode vir a ser notificado pela Administração Tributária para o acerto de pagamento do imposto.

    No caso do Imposto sobre Veículos, o sujeito passivo é o vendedor, mas quem tenha comprado no estrangeiro um carro em segunda-mão, pode ter o fisco à perna.

    Eurico Reis, juiz do Tribunal da Relação de Lisboa, considera que esta situação tem de ser acautelada pelo Governo. Tem de haver instruções muito claras à Autoridade Tributária, porque caso contrário esta vai exigir a compensação aos proprietários.

    “A Administração Fiscal faz muitas coisas que não devia por isso, isto devia ficar preto no branco, porque estou convencido que iriam exigir aos proprietários desses veículos que pagassem esse suplemento”, explica.

    Raio-X à fraude de um gigante automóvel

    Em Portugal são 125 mil carros, no mundo são 11 milhões.

    O escândalo rebentou em Setembro, mas os indícios já vinham de há muito tempo. Em Maio de 2014,uma equipa de investigadores americanos que pretendia provar que os carros a diesel poderiam ser pouco poluentes, acabou por descobrir que os modelos da Volkswagen poluíam até 40 vezes mais do que o permitido por lei.

    A prática comercial desleal envolvendo carros da Volkswagen, Audi, Skoda e Seat lesa em primeiro lugar os direitos dos proprietários, mas causa também prejuízos aos cidadãos em geral, aos governos e ao meio-ambiente.

    A construtora alemã garante que o motor dos carros é seguro.

    O problema está em que poluem muito mais do que demonstravam os testes, exactamente porque lhes foi aplicado um dispositivo informático que baixava as emissões.

    A Volkswagen garante agora que assume os riscos para que os carros circulem com motores homologados.

    Isso mesmo consta de uma carta que começou a dirigir esta semana aos clientes lesados.

    Só que o escândalo parece não ter fim à vista.

    O grupo Volkswagen veio agora reconhecer também “incoerências” quanto às emissões de dióxido de carbono em outras 800 mil viaturas.

    Na sua maioria são viaturas a diesel, mas no grupo estão também carros a gasolina.

    Serão cerca de 10%, cerca de 98 mil veículos, e não se sabe quantos terão sido vendidos em Portugal.

    Este novo caso pode custar à empresa 2 mil milhões de euros, a somar ao prejuízo de 6. 700 milhões de euros que já estava previsto, por causa do caso anterior.

    O grupo Volkswagen tem uma dura batalha judicial pela frente de natureza administrativa, civil e penal.

    Nos Estados Unidos, o departamento de Justiça está a investigar se a manipulação configura um crime, sendo que o mesmo acontece em vários países europeus, inclusive em Portugal, onde o Ministério Público já abriu um inquérito.

    Em alguns países, nomeadamente em Espanha, os proprietários já avançaram para os tribunais.

    Para já há uma certeza: este escândalo abriu um novo capítulo em toda a indústria automóvel.

    Fonte

    Última edição por Feraida; 07-11-2015 às 17:21.

  2. #2
    Avatar de newpine
    Registo
    Sep 2006
    Idade
    72
    Posts
    1.948
    Anular o contrato e receber o dinheiro de volta...não vai ser fácil ,não.

    Os advogados gostam de mandar estes boatos ou notícias para o ar , mas quando chega a hora da verdade , no confronto do lesado com as empresas de vendas ,

    encolhem-se e mudam de figura.

    Oh , aconteceu-me algumas vezes.

    Primeiro gasta-se , e depois arrastam e mastigam os processos que no final , não dá em nada...fora o que se gastou...

    Mas , cada um é como cada qual...

    Oxalá !

    (Em garantia , e com provas , perdi com a Renault .)
    Última edição por newpine; 07-11-2015 às 18:24.

  3. #3
    Avatar de Feraida
    Registo
    Feb 2012
    Posts
    4.159

    Padrão Escândalo Volkswagen. Mais de 1.500 sul-coreanos exigem reembolso do valor pago pelos carros

    Uma "estimativa inicial" admite que os riscos económicos para o grupo alemão possam rondar os 2.000 milhões de euros.



    Mais de 1.500 proprietários de automóveis Volkswagen e Audi na Coreia do Sul apresentaram uma queixa colectiva contra o fabricante alemão para exigir o cancelamento da compra e o reembolso do valor pago pelos carros.

    Os queixosos, num total de 1.536, interpuseram uma acção junto de tribunal de Seul. Segundo a agência Yonhap, alegam que foram enganados pela Volkswagen no âmbito do escândalo da manipulação dos valores das emissões de gases poluentes dos veículos a diesel.

    O escritório de advocacia que coordena os proprietários de viaturas afectadas garante que, no total, mais de 6.000 pessoas apresentaram documentos para se unirem à iniciativa, pelo que o número de queixosos deve crescer nas próximas semanas.

    Estas pessoas exigem à Volkswagen que anule os seus contratos de compra dos veículos, aceite a sua devolução e os reembolse na totalidade, reclamando ainda uma compensação pecuniária.

    A notícia chega depois de o fabricante automóvel alemão ter começado a oferecer, na segunda-feira, vales de até mil dólares (930 euros) aos clientes afectados nos Estados Unidos, um primeiro passo para recuperar a confiança, segundo a Volkswagen.

    No caso da Coreia do Sul não está previsto ainda nenhum plano de indemnização, já que a investigação do Ministério do Ambiente sul-coreano continua em curso, sendo esperada a publicação dos seus resultados antes do final do corrente mês.

    Uma "estimativa inicial" admite que os riscos económicos para o grupo alemão possam rondar os 2.000 milhões de euros.

    O grupo alemão Volkswagen anunciou que uma investigação interna revelou "incoerências" relacionadas com as emissões de dióxido de carbono em cerca de 800 mil veículos.

    Com este desenvolvimento, o escândalo das emissões poluentes no grupo alemão Volkswagen aumenta de dimensão.

    O fabricante automóvel alemão terá instalado o dispositivo fraudulento para enganar os testes em modelos entre 2014 e 2016.

    A 18 de Setembro foram conhecidos publicamente os resultados de testes a emissões poluentes de viaturas equipadas com motores a gasóleo do grupo Volkswagen, relativamente às marcas Volkswagen, Audi, Seat e Sköda, concluindo-se pela existência de viaturas equipadas com um dispositivo que permite a manipulação de informação relativa a emissões poluentes.

    O grupo alemão admitiu, na altura, a existência de 11 milhões de carros nestas circunstâncias, e em Portugal, de acordo com informação divulgada pela SIVA, representante das marcas Volkswagen, Audi e Sköda, estima-se que existam cerca de 94 mil viaturas afectadas, mais 23 mil da marca Seat, totalizando 117 mil veículos.


    Fonte

Tópicos Similares

  1. Volkswagen deixa de vender carros a diesel
    Por Feraida no fórum Curiosidades e actualidade sobre rodas
    Respostas: 77
    Último Post: 20-11-2015, 20:57
  2. Porsche envolvida na fraude das emissões da Volkswagen
    Por Feraida no fórum Curiosidades e actualidade sobre rodas
    Respostas: 0
    Último Post: 02-11-2015, 18:42
  3. Respostas: 0
    Último Post: 13-10-2015, 18:33
  4. Presidente demissionário da Volkswagen pode vir a receber 60 ME pela saída
    Por Feraida no fórum Mercados de Capitais/Economia
    Respostas: 3
    Último Post: 24-09-2015, 12:56
  5. Respostas: 0
    Último Post: 15-09-2008, 18:07

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar