Um júri dos Estados Unidos da América declarou, esta quinta-feira, culpado um antigo polícia de Oklahoma City por ter abusado sexualmente de 13 mulheres quando se encontrava de serviço.




O ex-agente Daniel Holtzclaw era alvo de 36 acusações e foi declarado culpado de um total de 18 após 48 horas de deliberação por parte de um júri, apesar de ter ainda que esperar até um mês para conhecer a sentença que lhe será aplicada.



O caso de Holtzclaw também alimentou o debate racial em Oklahoma, já que todas as vítimas do ex-agente, de pai branco e mãe japonesa, são mulheres negras, de entre 17 e 50 anos, com antecedentes criminais por consumo de droga ou prostituição.
O ex-polícia, de 29 anos, foi acusado de se ter servido do seu distintivo e uniforme para abusar de mulheres negras num dos bairros mais pobres do estado.


nm