Alegações de Michael Douglas, que geraram polémica, podem afinal ser verdadeiras.




O sexo oral pode aumentar o risco de contrair cancro na garganta, garante um estudo publicado no portal Jama Network


A investigação concluiu que as pessoas detentoras do vírus HPV (papiloma vírus) têm mais hipóteses de sofrer deste tumor. Recorde-se que o sexo oral é uma das formas mais fáceis para que o vírus se espalhe na boca.

O famoso ator Michael Douglas, lembre-se, alegou que terá sido precisamente esta a causa do cancro que lhe foi detetado na garganta em 2010 e que quase lhe custou a vida. Na época, as afirmações criaram alguma polémica, mas parece que pode afinal haver alguma verdade nas suas afirmações.
Este estudo é contudo o primeiro a provar que a presença do vírus HPV-16 na boca pode originar este cancro, o mesmo que foi detetado ao ator.
“O HPV - 16 é uma causa bem conhecida de tumores da orofaringe que afetam a parte média da garganta incluindo o palato mole, a base da língua e as amígdalas", pode ler-se no estudo a que o The Mirror teve acesso.
Esta nova conclusão resulta de um estudo em que participaram 97 mil pessoas que possuíam vestígios do vírus na boca. Todos eles não tinham cancro no início da investigação e foram seguidos durante quatro anos, período durante o qual foram identificados 132 casos de cancro da cabeça e do pescoço.


nm