Uma investigação da ‘Ohio State University’ revela que a ideia de que as mulheres loiras são pouco inteligentes e incompetentes não passa de um mito.



O estudo “Are Blondes Really Dumb?”, realizado por Jay L. Zagorsky, tinha como objetivo analisar o QI de mulheres e homens caucasianos tendo em conta a sua cor de cabelo.

Os participantes, selecionados do National Longitudinal Survey of Youth (NLSY), foram entrevistados diversas vezes ao longo dos anos e realizaram os “Armed Forces Qualification Test” (AFQT), onde responderam a questões de cultura geral, compreensão ou matemática de forma a determinar o seu QI.

Após cruzar a cor de cabelo com os resultados dos testes de QI, o investigador concluiu que as mulheres com cabelo loiro eram as mais inteligentes, obtendo um QI de 103.2 pontos.

As morenas, normalmente vistas como mais inteligentes, surgiram em segundo lugar (102.7), seguidas das ruivas (101.2) e das de cabelo preto (100.5).

Para além disso, de todas as mulheres as loiras tem mais probabilidades de aparecer na categoria de génio.

Um dos dados curiosos salientados pelo estudo de Jay L. Zagorsky, é que no caso dos homens os loiros verifica-se o inverso quando o assunto é inteligência.

Os morenos obtém QI de 104.4 enquanto os loiros ficam em segundo lugar com 103.9.

Apesar de não haver uma explicação concreta para estes resultados, a pesquisa sublinha o facto das mulheres loiras, durante o seu crescimento, terem tido a oportunidade de viver num ambiente familiar onde havia com maior acesso a livros do que todas as outras.

Tal como revela o autor, é importante que se mudem mentalidades relativamente a este tema e não se perpetue mais este estereótipo.

“Esta questão é muito importante porque a inteligência é um traço que muitas empresas procuram durante os processos de recrutamento.

Se as mulheres loiras são vistas, de forma incorreta, como menos inteligentes, acabam por receber menos e ter trabalhos mentalmente menos desafiantes do que aqueles que poderiam aguentar”, remata.

Fonte