Foi confirmada a data de chegada dos veículos da marca bávara com capacidade para conduzir sem qualquer intervenção humana. A condução autónoma é uma realidade que tem vindo a ser progressivamente implementada pelos vários fabricantes, uma tecnologia que vai evoluindo e que será desenvolvida até os sistemas de piloto automático atingirem o "Nível 5" de independência, em que não será sequer necessário um volante a bordo pois as viaturas vão cumprir todas as tarefas sem intervenção humana.

Isto não invalida soluções, como a apresentada na abertura deste artigo, em que o volante continua presente, para que se possa optar entre deixar o carro assumir a tarefa de seguir viagem, por exemplo quando precisa de adiantar trabalho ou o trânsito não flui, ou o condutor queira desfrutar do prazer de condução, como quando encontra uma desafiante e entusiasmante estrada de montanha.

A BMW revelou agora os seus planos neste campo, com Elmar Frickenstein, que lidera esta área no fabricante bávaro, a confirmar que as viaturas totalmente capazes de seguir viagem sozinhas chegam aos modelos da marca da hélice dentro de quatro anos.

IN:JN