Resultados 1 a 4 de 4

Português desenvolve tecnologia que carrega autocarros elétricos em 6 minutos

  1. #1
    Gforum Veterano Avatar de p.rodrigues
    Registo: Apr 2007
    Localização: Estremadura
    Idade: 49
    Posts: 5.100

    Padrão Português desenvolve tecnologia que carrega autocarros elétricos em 6 minutos

    O Centro de Competência para a área dos autocarros eléctricos da Siemens Portugal desenvolveu uma nova tecnologia que permite que os autocarros fiquem totalmente carregados em apenas seis minutos.

    A Hamburguer Hochbahn AG colocou na Alemanha, mais precisamente em Hamburgo, três novos autocarros eléctricos a circular na cidade. Todos eles com o novo sistema de carregamento, tanto no veículo como na estação de alimentação.

    Os autocarros estão equipados com uma nova tecnologia desenvolvida em Portugal e que os permite ficarem carregados muito mais rapidamente do que outrora era possível. A inovação é compatível com várias marcas e com os vários sistemas.

    De acordo com o Observador, que avançou a notícia este domingo, João Santos, responsável de engenharia do departamento de Tecnologia e Inovação para Autocarros Eléctricos da Siemens, confirmou que a novidade não se encontra em fase de testes. Os autocarros estão de serviço na cidade e a funcionar na normalidade.

    As paragens de autocarro na zona onde foi implementado este serviço estão equipadas com carregadores. Desta forma, os autocarros enquanto carregam-se enquanto estão a descarregar e a carregar passageiros. As estações conseguem assim fornecer aos veículos energia suficiente para todo um dia de circulação.

    fonte

  2. #2
    Moderador GForum Avatar de LS29
    Registo: Dec 2013
    Localização: Norte
    Idade: 28
    Posts: 1.383

    Padrão

    Isto é grande avanço neste tipo de Tecnologia!!!
    Isto sim são Boas noticias, mas mesmo assim questiono qual a potência de uma bateria de autocarro, para ser carregada em 6 minutos qual a sua autonomia??

  3. #3
    Gforum Veterano Avatar de p.rodrigues
    Registo: Apr 2007
    Localização: Estremadura
    Idade: 49
    Posts: 5.100

    Padrão

    A Hamburger Hochbahn AG colocou três novos autocarros elétricos em serviço na cidade de Hamburgo, Alemanha. A cidade já tinha a circular aquilo a que chamamos veículos de carregamento “plug-in”, que usam uma ficha que se encaixa numa tomada, tal como acontece com os carros eléctricos.

    O que estes novos autocarros têm de diferente é o novo sistema de carregamento, quer no veículo, quer na estação de alimentação. Estes estão equipados com uma nova tecnologia que tem mão portuguesa, desenvolvida pelo Centro de Competência para a área dos autocarros eléctricos da Siemens Portugal. Esta inovação garante diferentes carregamentos a diferentes equipamentos, ou seja, é compatível com várias marcas e com os vários sistemas.

    Os novos autocarros, aliados à tecnologia desenvolvida pela Siemens Portugal, conseguem ficar carregados na totalidade em cerca de seis minutos, estando “os três veículos eléctricos, que entraram recentemente em serviço, a fazer o serviço normal”, garante, ao Observador, João Santos, responsável de engenharia do departamento de Tecnologia e Inovação para Autocarros Eléctricos da Siemens, deixando a indicação de que, portanto, já não se trata de uma fase de testes.

    Cada terminal da linha 109 da cidade de Hamburgo – onde estão a circular os autocarros e onde estão implementados os carregadores – está equipado com duas estações de carregamento, com uma capacidade de 300 kW cada. Estas estações conseguem fornecer, aos autocarros, energia suficiente para garantir a circulação durante todo o dia.

    João Santos explica ao Observador que “os autocarros são carregados nas paragens, através do contacto entre um pantógrafo, que está colocado num poste ao lado da estação, e o barramento colocado no tejadilho do veículo”, o que significa que o carregamento é feito sempre numa das estações evitando assim a necessidade de colocarem infraestruturas de energia ao longo do percurso. Por outras palavras, e ao contrário dos eléctricos, estes autocarros vão carregando ao longo do percurso.

    O vídeo que se segue ilustra, com imagens reais, como funciona o sistema:


    O carregamento completo demora cerca de seis minutos, mas o ideal não será deixar a bateria chegar ao limite da capacidade. Para garantir uma melhor optimização do serviço e a saúde das baterias, os carregamentos “são feitos quando a bateria está com uma capacidade entre os 50% e os 90%, ou seja, normalmente não se deixam chegar a uma situação de ‘quase vazias'”, explica João Santos.

    Os quatro carregadores ultrarrápidos que constituem a infraestrutura actual foram instalados, inicialmente, em 2014, para carregar os autocarros híbridos. Mas foi só em 2016 que “a Siemens instalou o interface de carregamento nos três veículos eléctricos”, conta ao Observador o responsável de engenharia da Siemens, acrescentando que “nesta altura não foram instalados mais carregadores na cidade de Hamburgo, porque os veículos mais recentes podem perfeitamente utilizar os carregadores existentes”.

    A Siemens planeia instalar mais 10 carregadores ultrarrápidos, numa estação intermodal, já em 2018. Devido à rapidez com que os autocarros podem ser carregados, um único carregador pode servir aproximadamente cinco autocarros. “Ou seja, a relação entre autocarros e carregador é de cinco para um. Neste caso, os 10 carregadores que irão futuramente ser instalados podem servir até 50 autocarros eléctricos” – esclarece João Santos.

    O mesmo sistema que está implementado em Hamburgo já foi fornecido pela Siemens à Suécia e ao Canadá. Também a Noruega, o Reino Unido, os Estados Unidos e França já mostraram interesse neste tipo de sistema. Em Portugal, a ideia já foi apresentada a vários operadores que se mostraram interessados e já têm a solução em análise.


    Claro que todas as melhorias a que o sistema obriga implicam alguns gastos, mas o benefício associado aos custos justifica o investimento. João Santos explica que “a passagem de uma frota poluente, a diesel ou a gás, para uma frota eléctrica ‘amiga do ambiente’ não representa um aumento dos custos associados ao ciclo de vida da frota, pelo contrário. Em função do tipo de carregamento selecionado, a adoção de autocarros elétricos representa sim uma diminuição dos custos para o operador.”

    Como os autocarros não precisam de uma autonomia que dure o dia todo, uma vez que vão sendo carregados ao longo do percurso, acaba por representar um investimento menor por prescindir de um carregamento demorado durante toda a noite.

    “Outro dos aspectos tem a ver com a recuperação de energia”, conta João Santos. “Quando estes autocarros travam, a energia é recuperada para ser novamente usada (ao contrário dos diesel ou gás em que a energia da travagem é dissipada) havendo por isso redução de consumo.”

    Os benefícios da implementação de um sistema semelhante ao de Hamburgo passam pela melhoria da qualidade do ar nas cidades (uma vez que não existe emissão de gases poluentes), pela diminuição de custos devido ao tipo de energia que é utilizada, assim como pelos preços mais baixos no que toca à manutenção.


    Outro fator importante é o aumento do conforto dos passageiros, já que estes veículos quase não emitem ruído. Estes benefícios, na opinião de João Santos, levam a que “este tipo de sistemas não justifique um aumento no preço dos bilhetes [de transporte]”.

    O responsável de engenharia do departamento de Tecnologia e Inovação para Autocarros Eléctricos da Siemens conclui, de forma optimista, explicando que “um pouco por todo o mundo, os operadores de serviços de transporte urbanos estão cada vez mais a instalar sistemas de propulsão alternativos nos seus autocarros e, em Portugal, onde o mix energético é dos melhores do mundo, a adoção de sistemas eléctricos traduzir-se-á em enormes vantagens.”

    Mais informação aqui.

  4. #4
    Gforum Veterano
    Registo: Apr 2007
    Posts: 799

    Padrão

    Citação Postado originalmente por p.rodrigues Ver Post
    O Centro de Competência para a área dos autocarros eléctricos da Siemens Portugal desenvolveu uma nova tecnologia que permite que os autocarros fiquem totalmente carregados em apenas seis minutos.

    A Hamburguer Hochbahn AG colocou na Alemanha, mais precisamente em Hamburgo, três novos autocarros eléctricos a circular na cidade. Todos eles com o novo sistema de carregamento, tanto no veículo como na estação de alimentação.

    Os autocarros estão equipados com uma nova tecnologia desenvolvida em Portugal e que os permite ficarem carregados muito mais rapidamente do que outrora era possível. A inovação é compatível com várias marcas e com os vários sistemas.

    De acordo com o Observador, que avançou a notícia este domingo, João Santos, responsável de engenharia do departamento de Tecnologia e Inovação para Autocarros Eléctricos da Siemens, confirmou que a novidade não se encontra em fase de testes. Os autocarros estão de serviço na cidade e a funcionar na normalidade.

    As paragens de autocarro na zona onde foi implementado este serviço estão equipadas com carregadores. Desta forma, os autocarros enquanto carregam-se enquanto estão a descarregar e a carregar passageiros. As estações conseguem assim fornecer aos veículos energia suficiente para todo um dia de circulação.

    fonte
    Nestas noticias escapa sempre algo, relacionado com leis da física

    Tomemos por exemplo:

    O autocarro elétrico da CaetanoBus possui carroçaria em alumínio e apresenta um comprimento de 12 metros, uma largura de 2,5 metros e uma altura de quatro metros. Com um peso bruto de 18 toneladas e uma tara de 12 toneladas, o veículo oferece uma lotação até 88 passageiros. O veículo vem equipado com um motor elétrico síncrono que desenvolve uma potência nominal de 160 kW às 1.500 rpm e um binário de 1.500 Nm. Em função das necessidades operacionais, o autocarro pode receber uma bateria com uma capacidade entre 85 kWh e 250 kWh, permitindo uma autonomia até 200 quilómetros.

    Supondo que a bateria de 250KWh ainda tem 20% de energia/carga, só precisamos carregar o que falta cerca ~ 200 KW. Então o calculo é simples (se não houver perdas, carregamento a 100% eficiência "Impossível na realidade"), uma carregador a 200KWh levaria 1 hora, para concluir a carga! Mas se for o carregador anunciado de 300KWh levaria 40 minutos (onde estão os 6 minutos anunciados??)
    Pela lógica inversa, para carregar 200KWh em 6 minutos, teríamos de ter um carregador de 2.000KWh (2 MegaWatt) por cada Box/autocarro.
    Para comparação, numa Casa/Moradia, é possível contratar até 20,7KVA! Para um carregador deste tipo, teríamos algo equivalente, à potencia (máxima) contratada para 100 Casas/Moradias!

    Dá que pensar!!

Tópicos Similares

  1. Investigador português desenvolve carros elétricos com apoio do Canadá
    Por -nobody- no fórum Informática e Tecnologia
    Respostas: 0
    Último Post: 21-03-2016, 09:30
  2. Respostas: 0
    Último Post: 07-08-2013, 16:47
  3. Respostas: 0
    Último Post: 06-10-2008, 12:38
  4. Respostas: 0
    Último Post: 29-07-2008, 21:25

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Já fez "Like" na nossa página do facebook?


Assina a nossa newsletter. Recebe todas as novidades semanais no teu email e habilita-te a ganhar premios fantasticos que temos para sortear!

* indicates required