Um copo de vinho por dia e não sabe o bem que lhe fazia… mas é preciso ter atenção ao momento em que se aprecia esta bebida.

Apesar de ser uma bebida alcoólica e carregar toda uma conotação negativa associada a isso, o vinho pode ser, na verdade, uma boa aposta para quem pretende um estilo de vida mais saudável e uma melhor saúde.

Quando consumido em moderação, o vinho pode promover a saúde cardiovascular, o humor e ainda o bem-estar geral, contudo, mesmo quando é ingerido com moderação, pode também impulsionar o ganho de peso, uma condição que, por si só, desencadeia um sem número de patologias que colocam a saúde em risco.

Para que o vinho seja prazeroso e não resulte em uns quantos quilos a mais, é importante que seja consumido em dois momentos concretos, diz a revista Prevention. E um desses momentos é quando se está a fazer uma refeição maioritariamente vegetariana, uma vez que se trata de uma opção menos calórica e mais nutritiva.

Nos jantares de família ou de amigos, o vinho é a melhor aposta quando se está à espera que a comida seja servida. Além de ter um efeito aconchegante (o que faz com que se coma menos) e relaxante, assume-se sempre como uma opção mais saudável e menos calórica do que os cocktails.


Já no que diz respeito às bebidas alcoólicas em geral e à tentativa de não ganhar peso, os especialistas ouvidos pela publicação defendem que o consumo deve acontecer quando é a pessoa a preparar o seu próprio cocktail (uma vez que pode ter um maior controlo da quantidade de bebida usada e das misturas feitas) e quando está com amigos num ambiente descontraído e se oferece para conduzir (o que faz com que tenha mais cuidado com a quantidade ou até não ingira bebidas alcoólicas de todo).

IN:NM