O exército de Kim Jong-un foi autorizado a roubar colheitas de milho para que "esteja pronto para combate”.




Na Coreia do Norte, os soldados de Kim Jong-un foram autorizados a atacar colheitas de cidadãos empobrecidos. Esta é uma informação confirmada por uma fonte da província de North Hamgyong ao Daily NK.


Segundo o meio de comunicação apurou, há soldados a morrer à fome que recebem ordens para roubarem milho de forma a garantir que estes “estejam prontos para combate” para uma “guerra iminente” - estes são os argumentos utilizados pelos oficiais do exército do líder da Coreia do Norte.
Há, inclusive, soldados que sobrevivem com porções de milho mais pequenas e tentam vender o cereal não amadurecido nos mercados, conforme fontes de Ryanggang, província da Coreia do Norte, asseguraram ao Daily NK.

Face aos acontecimentos, os moradores têm-se manifestado contra as indicações dos superiores do exército por não criarem as condições necessárias para que os seus combatentes sejam alimentados.


nm