Uma mulher ficou presa no último vagão de uma carruagem do metro de Roma, em Itália, na passada quarta-feira.

A passageira tentou entrar na carruagem, mas desistiu. Nesse mesmo momento, as portas fecharam-se e esta ficou presa.

Nas imagens divulgadas pelo jornal italiano Corriere della Sera, é possível ver o momento em que o maquinista inicia marcha, fazendo com que a passageira fosse arrastada até ao final da plataforma.

Natalya Garcovich, bielorrussa de 43 anos, bateu com violência na parede que dá início ao túnel e ficou gravemente ferida. Encontra-se nos cuidados intensivos do Hospital General Tor Vergata.

A visualização dos 11 vídeos gravados na plataforma permitiu constatar que o condutor da composição, Gianluca Tonelli, estava a comer enquanto os passageiros entravam no comboio. A empresa que gere o metro de Roma decidiu suspendê-lo. As imagens, que podem ferir a suscetibilidade dos leitores mais sensíveis, foram entregues à polícia.



IN;NM