O tribunal acredita que a mulher terá encontrado o talão do Lotto del Gordo que pertencia a uma pessoa de 67 anos.

Uma mulher residente em Lugo, uma cidade na Galiza, em Espanha, foi condenada a devolver os 320 mil euros que ganhou no Lotto del Gordo em 2014. Rosalia, a protagonista desta história, foi acusada de ter encontrado na rua o bilhete da lotaria que pertencia a uma mulher de 67 anos.

No entanto, Rosalia insiste que comprou o boletim na administração de loteria das galerias de Santo Domingo. Perante a decisão judicial, a mulher insiste em questionar: “Que crime cometi? Eu comprei o talão da lotaria”.

O julgamento do caso estava agendado para a passada sexta-feira e, entretanto, já foi interposto recurso contra a sentença que forçou Rosalia a devolver o dinheiro.

Os juízes entenderam, conta o La Vaguardia, que a ré encontrou o boletim porque a pessoa lesada denunciou a perda antes de o número ser sorteado e de o prémio ser reclamado.

Para além de ter sido condenada a devolver o dinheiro, a acusada terá de pagar uma multa de 1.080 euros.

Este caso estará, de acordo com Rosalia, a causar-lhe uma depressão que a levou, inclusive, a fechar o bar de que era proprietária.

Recorde-se que a devolução deste montante levará Rosalia “à ruína”, porque todo o dinheiro já foi investido. A ré alegou ao jornal espanhol que está disposta a fazer tudo "para que a verdade seja reposta".

IN:NM