Uma mulher de 34 anos foi morta a tiro pelo ex-marido em Araputanga, a 371 km de Cuiabá, no Brasil. O crime aconteceu no passado domingo. Rita Jorge da Silva foi baleada em frente à mãe, de 73 anos, uma irmã e os filhos.

Conforme noticia o G1, que cita a Polícia Civil, o crime foi cometido pelo ex-marido da vítima que não aceitava a separação. Havia, inclusive, uma ordem de restrição para que José António Caetano não se aproximasse de Rita.

A mulher estava com a mãe, a irmã e os filhos, na rua quando o ex-marido passou de moto. Pediu a Rita que interrompesse o processo de divórcio.

Como a vítima não acedeu ao pedido do homem, este começou a disparar contra si. Rita ainda correu para casa, onde acabou por cair e morrer.

De acordo com o investigador relacionado com o caso, a mulher já tinha apresentado várias denúncias contra o ex-marido por agressão.


Depois do crime, o suspeito fugiu e ainda não foi localizado, escreve ainda o site G1.

IN:NM