Na minha juventude era assim.
As calças rotas, em Portugal, andar de calças remendadas era sinal de pobreza extrema, de miséria e tudo o que se possa imaginar associado a esta palavra. Fome, falta de dinheiro, falta de recursos para as necessidades mais básicas, ausência de cuidados de saúde, carências de habitação condigna, problemas de toda a ordem. E não era raro encontrarem-se pessoas de calças remendadas e mesmo rotas. E quantas vezes os remendos não eram do mesmo pano, ressaltando e evidenciando ainda mais esse sinal de pobreza. Era o tempo em que as pessoas das aldeias, iam descalças até à entrada das cidades e só calçavam os tamancos ou as botas com piso de pneu que traziam pendurados no ombro, porque a polícia tinha ordem para multar quem andasse descalço nas cidades.
Nesse tempo, romper umas calças nas nossas brincadeiras de garotos dava direito de certeza a uns boas bofetadas ou pontapés no rabo


Agora virou moda !!!!!!!!