Uma mulher foi fotografada num autocarro na Cidade do México com o filho bebé morto dentro de um saco de plástico. Silvia Reyes Batalla, de 25 anos, foi detida depois de ter sido feita uma queixa junto da polícia mexicana.

Questionada sobre o que estava a fazer com o corpo da criança, de apenas cinco meses, naquelas condições, a mulher explicou que não tinha dinheiro para pagar a transladação do corpo a uma funerária, e que por isso optou por levar o cadáver de transportes públicos.

Segundo revelou às autoridades, ela e o namorado, Alfonso Refugio Dominguez, de 53 anos, tinham ido com a criança passear à capital mexicana. O menino, que sofria de problemas cardíacos, acabou por morrer e, no dia seguinte, Silvia decidiu que queria enterrar o filho na sua terra natal, na localidade de Puebla, a cerca de 140 quilómetro de onde estava.

A queixa partiu do condutor do autocarro, que chamou também os serviços de emergência, no entanto, ao chegar ao local, os paramédicos confirmaram a versão da mulher e verificaram que o bebé estava morto há mais de 24 horas.

A mulher foi detida e interrogada mas saiu em liberdade. Para já não está acusada de qualquer crime, mas as autoridades adiantam que vão continuar a investigar os contornos do caso.

Ler mais em: CM