A preocupação está a ser levantada, segundo noticia o jornal The Sun, pelo governo britânico e diz respeito aos Estados Unidos da América. O executivo liderado porTheresa May teme que o chefe de Estado norte-americano, Donald Trump, se sinta colocado em segundo plano caso o ex-presidente, Barack Obama e a mulher, Michelle, sejam convidados para o casamento real, marcado para 19 de maio de 2018.







“Harry já deixou bem claro que quer os Obamas no casamento, o que está a causar bastante nervosismo”, referiu uma fonte do governo citada pelo periódico. A mesma pessoa, sob anonimato, teme que “Trump possa reagir muito mal se os Obamas comparecerem no casamento ainda antes de o presidente dos EUA ter oportunidade de conhecer a Rainha [Isabel II]”. Uma situação que, no entender do governo, pode gerar um potencial incidente diplomático.