Grupo de falsários detido pela PJ tinha esquema montado desde 2014. Com impressora 3D começou a fazer os moldes.

Apanhados em flagrante pela Polícia Judiciária (PJ) quando se preparavam para começar a fabricar notas de 500 euros e moedas de dois euros, quatro falsificadores (dois deles pai e filho) vão ser julgados, no Tribunal de Braga, por crime de contrafação de moeda, na forma tentada.


IN:JN