O trabalho de investigadores chineses foi agora publicado na Nature Biotechnology e descreve um inovador método de entrega de medicamentos que consegue alvejar as células cancerígenas, acabando com a irrigação sanguínea e eliminando-as.



Os nanorobôs de ADN foram usados com sucesso em ratos e conseguiram eliminar células cancerígenas, de forma focada. Estes pequenos aparelhos foram injetados no corpo de ratos e conseguiram depois injetar drogas que cortaram a irrigação sanguínea das células cancerígenas, acabando por impedir o crescimento do tumor e matando-as. «Conseguimos demonstrar que os nanorobôs de ADN injetados intravenosamente conseguem administrar trombina aos vasos sanguíneos especificamente associados a tumores e induzir a trombose intravascular, resultando na necrose do tumor e na inibição do crescimento do tumor», escrevem os investigadores no trabalho publicado na Nature Biotechnology.

Em apenas 48 horas, os bots conseguiram identificar e alvejar as células cancerígenas, cortando-lhes o fornecimento de sangue e causando tromboses que levaram depois à sua morte. A grande vantagem é que este ataque é feito de forma dirigida, evitando afetar outras partes do corpo. Só as células cancerígenas é que estão na mira, lê-se no estudo.

Nesta fase, a experiência foi bem sucedida com ratos de laboratório e alguns porcos miniatura. Agora, o objetivo é trabalhar para que se consigam efetuar testes semelhantes em seres humanos.