Página 1 de 2 1 2 Último
  1. #1
    Avatar de Nelson14
    Registo
    Feb 2007
    Posts
    9.335

    Padrão A tragédia que Salazar quis esconder - Cheias de 1967 em Lisboa



    Na noite de 25 para 26 de Novembro de 1967, de Cascais a Alenquer, a chuva chegou a atingir os 170 L/m2 – por hora. Água e lama levaram bairros e aldeias, 20 mil casas foram destruídas. Oficialmente, houve 462 mortos, mas o número pode ter chegado aos 700. Perante a apatia de Salazar, 5 mil alunos ajudaram as vítimas. Um movimento que marcou uma geração
    Fora da Grande Lisboa, poucos portugueses perceberam a dimensão das cheias de 1967. O número de mortos será para sempre uma incógnita porque a comissão de censura do regime salazarista tudo fez para esconder o seu impacto.
    Os dados oficiais apontavam para 250 vítimas mortais, mas só após a Revolução de Abril é que os especialistas procuraram repor a verdade dos números. O rigor nunca será alcançado, mas estima-se que mais de 700 pessoas tenham morrido durante as inundações.
    As cheias denunciaram a pobreza em que as populações da Grande Lisboa viviam e a quase total ausência de meios de socorro. Durante os dias a seguir às inundações, as redacções dos jornais receberam telegramas e telefonemas com orientações sobre o que se deveria escrever: qualquer referência ao movimento de solidariedade dos estudantes universitários de Lisboa seria, por exemplo, riscado pelo lápis azul da censura.














    Fonte: dn.pt - imagens internet

  2. #2
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.235
    Esta tragédia revelava a vulnerabilidade do país e a pobreza de um povo.

  3. #3
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.235

    Padrão As Cheias de 1967


    Última edição por mjtc; 09-03-2018 às 23:29.

  4. #4
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.235
    Naquela noite de 25 para 26 de Novembro, a morte caiu do céu. A chuva miudinha ao longo do dia de sábado passou a tormenta e virou demónio que arrastou consigo centenas de vidas. A tragédia despertou o país para a pobreza nos arredores de Lisboa, onde milhares viviam encaixados em barracas, perto de ribeiros, sem electricidade ou esgotos. O regime quis, dias depois, censurar o número exacto de vidas que se perderam. Ficou-se pelos mais de 460, de acordo com o balanço oficial. Terão sido à volta de 700 mortos.

    A chuva que caiu atingiu valores históricos, com o registo num período de cinco horas, ao cair da noite, a atingir o valor médio habitual para todo o mês de Novembro.

    Choveu muito e com bastante intensidade, acima de tudo na linha de Cascais. Sendo que é nos arredores da capital que mais vidas se perderam, nos bairros pobres cheios de miséria, em Odivelas ou Loures.

    Também no Ribatejo o dilúvio matou sem perdão. No lugar das Quintas, perto de Castanheira, morreram quase uma centena. Ficou conhecida como a aldeia mártir.

    As cheias de 1967 são ainda hoje conhecidas como a pior catástrofe natural depois do terramoto de 1755.

    http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2017...50-anos-depois

  5. #5
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.235

    Padrão Cheias como de 1967 só ocorre de 100 em 100 anos!

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera guarda os mapas do dia 25 de Novembro de 1967. Numa altura em que as previsões só conseguiam espreitar, num máximo, as 48 horas seguintes. A tecnologia da altura avisou para uma tempestade. Longe de se adivinhar a tragédia que estava a caminho.

    http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2017...ue-chove-assim

  6. #6

    Registo
    Feb 2013
    Posts
    863
    Eu tenho pessoas da família que viveram de perto a tragédia, sinto-me com remorsos porque a minha família não conseguiu ajudar quem pediu ajuda, o meu pai e outro familiar foram tentar salvar os animais dos patrões, acabaram por ficar no telhado durante horas, antes disso um primo dos patrões do meu pai pediu ao meu pai para salvar os milhares de porcos que acabaram por morrer, nisto tudo o meu pai não conseguiu salvar nem pessoas e nem animais, foi apanhado de surpresa ao meio da noite. Foi em Odivelas do distrito de Lisboa, na baixa de Odivelas haviam hortas e barracas de famílias. E foi aí.

    Isto marca-me porque só tive consciência há meia duzia de anos quando começou a ser falado, e no ano passado foram feitas reportagens na televisão com testemunhos e as conversas do meu pai vieram aos meus pensamentos. Ele e a minha família tiveram remorsos, mas não tiveram culpa, as águas das cheias foram mais fortes e foi tudo em minutos.
    Foi duro o meu pai e minha família nos dias seguintes, eles viram passar camionetas cheias de milhares de leitões mortos e escavadoras a retirarem os porcos. Existiu uma amiga da minha família que foi levada pelas cheias e morreu, chamava-se Conceição e era pastora, trabalhava nas hortas em Odivelas.
    Acho que foi ás 5 horas da madrugada, muitos nem conseguiram ir para um sítio alto em Odivelas, as barracas em Odivelas em minutos as baixas ficaram cheias de água.

    Peço muita desculpa às famílias, porque não podemos salvar. Era impossível salvar, não havia luz e havia dois rios o de Odivelas e outro da parte de Loures, póvoa de s. Adrião, era só pobreza e nem condições havia, não houve socorro do governo na altura, as comunicações eram zero.
    Última edição por marialui; 11-03-2018 às 09:04.

  7. #7
    Avatar de ElCabalero
    Registo
    Oct 2012
    Posts
    641
    Inundações do Mar do Norte em 1953

    As inundações do Mar do Norte em 1953 (em neerlandês: "De Watersnood", A Inundação) foram inundações ocorridas na noite de 31 de janeiro a 1 de fevereiro de 1953 em zonas costeiras do Mar do Norte. Vários diques nas províncias da Zelândia e Holanda Meridional não tiveram capacidade de conter a combinação de uma maré viva com uma violenta tempestade de noroeste, fenómeno designado como maré de tempestade. Grandes áreas em terra, tanto nas ilhas costeiras como no continente, ficaram completamente inundadas. Morreram 2551 pessoas em terra e no mar, e houve prejuízos económicos avultadíssimos, com destruição da produção agrícola e de edifícios nas regiões afetadas. Mais de 1800 mortes ocorreram nos Países Baixos[1] A gravidade dos efeitos da inundação levou à realização das Obras do Projeto Delta, um sistema reforçado de diques para evitar situações semelhantes. Nos Países Baixos, o dia 1 de fevereiro é um dia em que muitos relembram a grande tempestade e as suas vítimas.

    E esta tragédia revela a vulnerabilidade do país e a pobreza de um povo, ou uma tragédia numa determinada época?

  8. #8
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.235
    Elcabalero, eu percebi o teu ponto de vista. Quando disse a vulnerabilidade perante as forças da natureza devido a pobreza, estava a referir ao estado das barracas que eram muitas, especialmente na zona de Odivelas. Isso poderia ter sido evitado se o Salazar tivesse mandado construir habitações sociais (prédios com apartamentos). Infelizmente, essa medida só foi resolvida muito recentemente. No tempo de Salazar as desigualdades sociais eram alarmantes: época de um povo pobre e atrasado, alvo de anedotas de povos desenvolvidos.

    Quanto ao caso da Holanda poderia ter-se evitado se reforçassem os diques, o que veio a realizar-se depois. Ainda hoje muitos holandeses preferem viver na Bélgica, por receio de os diques rebentarem, apesar de as casas holandesas ser muito mais baratas do que as belgas. Eu sei disso, por estive várias vezes de férias em Liége, na Bélgica, onde tenho familiares.

    Quanto às duas realidades catastróficas (portuguesa e holandesas) foram por motivos diferentes. As pessoas mais velhas que viveram o tempo de Salazar, sabem ao que refiro.

  9. #9
    Avatar de ElCabalero
    Registo
    Oct 2012
    Posts
    641
    Amigo mjtc , eu sei e vivi na ditadura de Salazar(pouco tempo mas vivi), mas... e hoje em dia tenho de concordar que ele com todos os defeitos e feitios, foi um grande governante e único honesto que eu conheço, não devemos esquecer , que ele nunca quis governar e nem sequer foi eleito, foi-lhe imposta a governação e ele simplesmente ditou as regras de como queria governar, e o Presidente da altura aceitou.

    Também não devemos esquecer que ele governou, quando o mundo inteiro foi assolado pela destruição e carnificina da 2ª guerra mundial, e todo o mundo estava a recuperar de uma recessão sem precedentes, mesmo assim ele impulsionou o país para a frente , coisa que vemos a ser destruído aos poucos após o 25 de Abril, acredito que a politica dele, não tenha sido a melhor para o povo, mas tenho a certeza que na altura foi a melhor para o País.

    Por isso sim foi épocas más. de muita miséria e pobreza, muita atrocidade, mas temos de recordar também de onde o mundo vinha e o que se passava pelo mundo inteiro...e não só atirar pedras numa direcção...

    E olha que não estou a defender ninguém porque também tenho muito a dizer sobre Salazar, porque a minha família ( meus avós maternos) fui uma das mais perseguidas e injustiçadas pela ditadura de Salazar...

    No entanto tento ser imparcial e não culpar por tudo de mau que aconteceu no País... Hoje existem no poder politico muitos mais culpados e esses sim corruptos.... e nós (POVO) continua-mos a assobiar para o lado... e Talvez daqui a umas décadas a nossa descendência , neste forum ou noutro idêntico venham também fazer um post a pedir desculpas as futuras gerações pela nossa falta de acção....

  10. #10
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.235
    Amigo, nos anos 60, a Europa Ocidental avançava a grande velocidade, e Portugal continuava a ser um país atrasado e pobre. Houve algum investimento, mas pouco progresso. Os outros europeus estudavam e os portugueses tinham pouca instrução e uma elevada taxa de analfabetismo para a época. Modernizaram o sistema produtivo europeu e Portugal tinha o seu sector industrial atrasado e pouco competitivo. Quando se abriu o nosso mercado ao investimento estrangeiro em larga escala, fomos arrasado por uma indústria estrangeira mais desenvolvida. A partir daí, passamos a viver de subsídios. Erros não só de governos pós 25 de Abril, mas também de Salazar.

  11. #11
    Avatar de p.rodrigues
    Registo
    Apr 2007
    Idade
    51
    Posts
    5.433
    Citação Postado originalmente por mjtc Ver Post
    Esta tragédia revelava a vulnerabilidade do país e a pobreza de um povo.
    E hoje? Poder-se-á chegar a essa conclusão quando se olha para a tragédia que aconteceu no ano passado?

  12. #12
    Avatar de mjtc
    Registo
    Feb 2010
    Posts
    9.235
    Citação Postado originalmente por p.rodrigues Ver Post
    E hoje? Poder-se-á chegar a essa conclusão quando se olha para a tragédia que aconteceu no ano passado?
    P.rodrigues, mas a tragédia de Pedrógão Grande foi devido a falta de limpeza das florestas. São situações diferentes.

  13. #13

    Registo
    Feb 2013
    Posts
    863
    As cheias não só atingiram os pobres! Os pobres é que morreram, não tenho conhecimento se houveram ricos a morrer, é suposto que é possível. Os patrões do meu pai e que eram muito ricos, tiveram prejuízos , pois a empresa estava de encosto ao rio ou ribeira da Póvoa que faz parceria com Odivelas que também tem um rio ou ribeira. Os patrões do meu pai morreram-lhes vários animais: cavalos etc.. Também a empresa ficou cheia de água. O carro do meu pai foi levado pela cheia e eramos mais ou menos abastados.
    Em Odivelas haviam pessoas que vinham do norte e montavam quintas, os parentes dos patrões do meu pai tinham uma quinta com milhares de porcos e eram pessoas abastadas, morreram-lhes os animais e refugiaram-se em Lisboa.
    Os que morreram eram pessoas que viviam em casinhas e barracas perto do rio e bem junto na altura á vila de Odivelas. Nos outros pontos de Portugal onde houve cheias foi igual, casinhas e barracas junto aos rios, há fotos que nas beiras das estradas cavalos mortos e todos inchados por causa das águas.
    Os estudantes das universidades de Lisboa foram fazer trabalho comunitário para ajudar quando chegaram aos locais tiveram um choque...

    No Olival Bastos e Póvoa de st. Adrião nos arredores de Lisboa caminho para (Caneças), tinha a ribeira tudo ao lado de Odivelas, em e Lisboa também morreram várias centenas de pessoas.

    Para se ter a noção vejam aqui o filme das cheias de Vila Franca de Xira até fazia ondas e parecia um tsunami de ventos, parecia que o mar estava lá:




    Aqui Olival Bastos e Póvoa de st. Adrião:



    Em Odivelas:



    Lisboa:



    O que o arquitecto fala, não abrange esta tragédia. Mas dá para aprender algumas bases do tema.

    Esta é a ultima vez que vejo isto. Tenho que esquecer estas histórias, a minha família já não fala disto.
    Última edição por marialui; 14-03-2018 às 13:45.

  14. #14

    Registo
    Feb 2013
    Posts
    863
    Citação Postado originalmente por ElCabalero Ver Post
    Amigo mjtc , eu sei e vivi na ditadura de Salazar(pouco tempo mas vivi), mas... e hoje em dia tenho de concordar que ele com todos os defeitos e feitios, foi um grande governante e único honesto que eu conheço, não devemos esquecer , que ele nunca quis governar e nem sequer foi eleito, foi-lhe imposta a governação e ele simplesmente ditou as regras de como queria governar, e o Presidente da altura aceitou.

    Também não devemos esquecer que ele governou, quando o mundo inteiro foi assolado pela destruição e carnificina da 2ª guerra mundial, e todo o mundo estava a recuperar de uma recessão sem precedentes, mesmo assim ele impulsionou o país para a frente , coisa que vemos a ser destruído aos poucos após o 25 de Abril, acredito que a politica dele, não tenha sido a melhor para o povo, mas tenho a certeza que na altura foi a melhor para o País.

    Por isso sim foi épocas más. de muita miséria e pobreza, muita atrocidade, mas temos de recordar também de onde o mundo vinha e o que se passava pelo mundo inteiro...e não só atirar pedras numa direcção...

    E olha que não estou a defender ninguém porque também tenho muito a dizer sobre Salazar, porque a minha família ( meus avós maternos) fui uma das mais perseguidas e injustiçadas pela ditadura de Salazar...

    No entanto tento ser imparcial e não culpar por tudo de mau que aconteceu no País... Hoje existem no poder politico muitos mais culpados e esses sim corruptos.... e nós (POVO) continua-mos a assobiar para o lado... e Talvez daqui a umas décadas a nossa descendência , neste forum ou noutro idêntico venham também fazer um post a pedir desculpas as futuras gerações pela nossa falta de acção....
    Na história sou um bocado "burra". Mas o Salazar pagou o que fez porque na vida é que pagamos, o Salazar caiu de uma cadeira e partiu a anca, e ficou a Pide a guardá-lo, a Pide supostamente ficou e montou guarda à casa dele (dizem que foi uma dita prisão). Também o legado da Pide foi para o Marcelo Caetano e Américo Tomás, outros que tais, estes tiveram que fugir para o Brasil.
    Eram gente que nem tenho vontade de saber.
    Eu não entendo a quem começou a Pide e sei que acabou no 25 de Abril.
    Isto não é pergunta é apenas um suspiro. O Salazar como teve uns 50 anos a governar penso eu, não aprendeu nada da vida. Não devia ter feito asneiras. São coisas da vida. Em Espanha houve o ditador Franco que até roubava as crianças aos perseguidos políticos. O resto nem sei, são pequenas coisas que vou buscando aqui e acolá.

  15. #15
    Avatar de ElCabalero
    Registo
    Oct 2012
    Posts
    641
    Citação Postado originalmente por marialui Ver Post
    Na história sou um bocado "burra". Mas o Salazar pagou o que fez porque na vida é que pagamos, o Salazar caiu de uma cadeira e partiu a anca, e ficou a Pide a guardá-lo, a Pide supostamente ficou e montou guarda à casa dele (dizem que foi uma dita prisão). Também o legado da Pide foi para o Marcelo Caetano e Américo Tomás, outros que tais, estes tiveram que fugir para o Brasil.
    Eram gente que nem tenho vontade de saber.
    Eu não entendo a quem começou a Pide e sei que acabou no 25 de Abril.
    Isto não é pergunta é apenas um suspiro. O Salazar como teve uns 50 anos a governar penso eu, não aprendeu nada da vida. Não devia ter feito asneiras. São coisas da vida. Em Espanha houve o ditador Franco que até roubava as crianças aos perseguidos políticos. O resto nem sei, são pequenas coisas que vou buscando aqui e acolá.
    O teu comentário nada tem a ver com a politica de Salazar , da mesma forma que os vídeos que publicaste apenas relatam catástrofes que aconteceram , mas isso não aconteceu no governo de salazar nem tão pouco em Portugal, acontece por todo o mundo e em todos os governos, uns anos mais outros menos, talvez os governos possam minimizar alguns casos, mas em muitos deles , o resultado final também é culpa do povo, temos o exemplo já acima dos fogos do ano passado, que talvez todos os governos após o 25 de Abril tiveram a sua cota parte de culpa, mas o povo teve a grande parte.... por não limpara as matas, de mesmo modo que em 1967 que mais sofreu foi o pobre, e porque? se calhar porque todo o mundo estava a recuperar de um estado de pobreza extrema, e o próprio povo nesse mesmo estado de pobreza não fiscalizava como devia ser, e construía-se em todo o lado , e de qualquer maneira , sem pensar nas tragédias, o governo não fiscalizou,é culpado, se fiscaliza-se e não deixa-se construir . era culpado de querer matar os pobres, Claro que como ja foi referido o governo poderia construir bairros sociais... e um País que tinha saído de uma Monarquia, que deixou o País na penúria e logo a seguir foi "apanhado" na segunda guerra mundial , quando ainda não tina recuperado da 1ª , teria estrutura financeira para fazer isso tudo?

    Não culpemos o Salazar desse periúdo de "pobreza" extrema do País, tanto mais que o homem é descendente de uma família de classe média, mais para o pobre e que ainda hoje os seus descendentes o são ( classe média ) e em todas as cronicas feitas ao homem nenhuma contradiz que Salazar foi até a data o único politico a ir pobre para o " Posto " e a sair (morrer) Pobre. Não devemos também de esquecer as muitas obras que foram feitas nos seus mais de 50 anos no poder, obras essas que ninguém enriqueceu com elas, eram terminadas dentro do prazo, e não deparavam nos orçamentos.

    Sim.... com tudo de mau que ele teve, mesmo tendo a minha família sido presa pela pide e eu ainda com terra idade também ter tido a infelicidade de ter conhecidos os calabouços da PIDE , mesmo a minha família ter perdido alguns (quase todos) parcos bens que tínhamos , por nos opormos e lutarmos contra o regime de Salazar, eu admiro o homem e e a forma como governou... e hoje para endireitar este país pelo qual já lutei numa guerra, já não nos bastava um Salazar, tal é a podridão e corrupção em todos os governos após 25 de abril , e aí sim ...esta o problema do povo Portugues...

    Podes saber mais um pouco sobre o homem em:

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3...iveira_Salazar
    Última edição por mjtc; 14-03-2018 às 16:57.

Página 1 de 2 1 2 Último

Tópicos Similares

  1. Reportagens Sobre as Cheias 1967! A Verdade
    Por marialui no fórum Nacionais
    Respostas: 0
    Último Post: 28-11-2017, 13:58
  2. Joaozinho e Salazar
    Por florindo no fórum Arquivos
    Respostas: 0
    Último Post: 22-01-2011, 15:59
  3. Respostas: 0
    Último Post: 14-02-2010, 11:49

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar