Rafflesia Arnoldii é a maior flor do mundo, podendo atingir até 106 cm de diâmetro e pesar até 11 kg.




A maior flor do mundo é nativa e endêmica das ilhas de Sumatra e Bornéu, na Indonésia,
que pode atingir até 106 cm de diâmetro e pesar até 11 kg. Rafflesia Arnoldii é uma planta
membro do gênero Rafflesia, que produz a maior flor individual na terra, tem um odor
muito forte e repugnante de carne em decomposição, apelidada de "flor-cadáver".




Apesar de existirem algumas plantas com órgãos de floração maiores, como o Arum Titan (Amorphophallus titanum)
e Talipot Palma (Corypha umbraculifera), estas são um aglomerado de muitas flores, e nãi uma única como a Rafflesia.




A maior flor do mundo foi reconhecida oficialmente como uma "flor rara" através de um Decreto
Presidencial da Indonésia, tendo assim ações tomadas para evitar sua extinção.




A maior flor do planeta, que cresce a um diâmetro de cerca de um metro
e pesa até 11 kg, vive como um parasita na árvore Tetrastigma, em florestas tropicais.




A Rafflesia não possui folhas, caules e nem raízes. Semelhante a fungos, os indivíduos crescem
como vertentes embutidas dentro e em contato íntimo com áreas células hospedeiras.




A flor gigantesca que possui uma coloração marrom-avermelhada só pode ser vista quando está pronta
para reproduzir, exala um fedor de carne podre que atrai insetos, como moscas que fazem a polinização da planta.




Por estar correndo risco de extinção, ambientalistas e biólogos tem desenvolvido
maneiras de recriar ambientes para cultivar a maior flor do mundo.