O ciclista belga Michael Goolaerts morreu hoje no hospital de Lille, após ter sofrido uma paragem cardíaca na sequência de uma queda durante a corrida Paris-Roubaix, em França, anunciou a equipa Vérandas Willems-Crélan.

“É com inimaginável tristeza que temos de comunicar a morte do nosso corredor e amigo Michael Goolaerts. Morreu hoje à noite, pelas 22:40 (21:40 em Lisboa) no Hospital de Lille, na presença de membros da família”, explicou a equipa que o corredor de 23 anos representava, através da rede social Twitter.

Segundo a Vérandas Willems-Crélan, “toda a ajuda médica foi em vão” para ajudar Goolaerts, que passou várias horas a lutar pela vida, depois de ter sido transportado para o hospital de Lille de helicóptero.

O belga caiu numa das secções iniciais de empedrado (‘pavé’) do percurso de 257 quilómetros da prova, conhecida como a ‘Rainha das clássicas’ e o ‘Inferno do Norte’, na zona de Briastre.

Foi encontrado inconsciente e em paragem cardiorrespiratória, segundo os bombeiros que lhe prestaram auxílio, depois de a transmissão televisiva da corrida ter mostrado o ciclista inanimado durante vários segundos após a queda.

A carreira de Goolaerts já tinha passado pela Verandas Willems em 2013, como estagiário, antes de integrar a equipa sub-23 e depois o plantel principal da Lotto Soudal, equipa WorldTour, antes de voltar, em 2017, à equipa belga.

Sapo24