Canafrecha - a maior erva que temos em Portugal



O Professor Fernando Catarino apontava a Canafrecha como a maior erva que temos em Portugal,
visto que o canolho oco desta umbelífera chega a atingir cinco metros de altura.
Acrescentava a seguir que a conhecida frase do direito romano “a justiça deve ser simultaneamente
firme e branda como uma férula”, se relaciona com as propriedades físicas desta espécie que cientificamente se designa por Ferula
Ao nascer nos terrenos mais aridos da Moura Morta, esta planta confunde-se com o funcho,
o qual integra igualmente a família botânica das apiáceas. Depois cresce enormemente tornando-se
uma incontornável referência na paisagem, fazendo jus à designação de “funcho gigante”.
Na antiguidade clássica as hastes secas da canafrecha com as extremidades superiores envolvidas em breu,
serviam para preparar archotes que os gregos transportavam nas suas embarcações.
Para tal, eram decisivas quer a leveza, quer a rigidez da matéria vegetal.
Hoje em dia, apesar do seu majestoso porte, quase ninguém liga à canafrecha .
A canafrecha é venenosa e se algum animal (ou pessoa) ingerir a planta fresca contrai uma moléstia
que a pode levar à morte em poucos dias. No entanto, diz-se que quando seca perde as suas características tóxicas.
No entanto esta ferula, tem fama de favorecer a apetência sexual e de ser ainda melhor do que o famoso “viagra”.
Para tal, macera-se, durante dez dias, 50 g de sementes num litro de vinho tinto e bebe-se um cálice antes das refeições.


Será mesmo assim?

Fonte: mouramorta