1. #1
    Avatar de benfas69
    Registo
    Oct 2016
    Localização
    Sobralinho
    Idade
    45
    Posts
    11.348

    Padrão Ciclismo:"Giro" de Itália 2018

    NOVO LÍDER NO GIRO, JOSÉ GONÇALVES MANTÉM QUARTO LUGAR


    José Gonçalves (Katusha-Alpecin) segurou o quarto lugar na Volta a Itália, concluída a segunda etapa que resultou num novo camisola rosa.

    Depois do quarto lugar no contrarrelógio que abriu a 101.ª edição da prova, o corredor luso fechou o dia no 23.º lugar com o mesmo tempo (3.51.20 horas) do vencedor, o italiano Elia Viviani (Quick-Step), que ganhou o sprint final ao compatriota Jakub Mareczko e o irlandês Sam Bennett, que encerraram a tirada no segundo e terceiro lugares, respetivamente.

    Na geral, José Gonçalves mantém a 4.ª posição a 13 segundos de Roahn Dennis (BMC), que destronou Tom Dumoulin (Team Sunweb) da liderança.

    Israel continua a ser palco do Giro na terceira etapa, um percurso de 229 quilómetros que irá ligar Be’er Shiva a Eilat.

    A Bola

  2. #2
    Avatar de benfas69
    Registo
    Oct 2016
    Localização
    Sobralinho
    Idade
    45
    Posts
    11.348
    Viviani volta a vencer etapa e Gonçalves sobe ao terceiro lugar


    Elia Viviani (Quick Step Floors) voltou este domingo a vencer uma etapa da Volta a Itália, em Eilat, onde o australiano Rohan Dennis (BMC) segurou a liderança e o português José Gonçalves (Katusha-Alpecin) subiu ao terceiro lugar.

    Viviani, que tinha vencido a tirada de sábado, voltou a impor-se ao 'sprint' ao compatriota Sacha Modolo (Cannondale) e ao irlandês Sam Bennett (Bora hansgrohe) no final dos derradeiros 229 quilómetros do Giro disputados em Israel, desde Be'er Sheva, em 05:02.09 horas, o mesmo tempo que Gonçalves, que foi o 10.º a cruzar a meta.

    Na classificação geral, Dennis permanece no primeiro posto, com um segundo de vantagem sobre o holandês Tom Dumoulin, vencedor da 'corsa rosa' em 2017, e sobre Gonçalves, o único português na corrida, que ultrapassou o belga Victor Campenaerts (Lotto) no terceiro lugar.

    O pelotão vai cumprir na segunda-feira o primeiro dia de descanso, após três etapas em Israel, e vai ser retomado na terça-feira, na Sicília, com a etapa entre Catania e Caltagirone, numa viagem de 191 quilómetros.

    Record

  3. #3
    Avatar de benfas69
    Registo
    Oct 2016
    Localização
    Sobralinho
    Idade
    45
    Posts
    11.348
    Tim Wellens vence 4.ª etapa e Rohan Dennis segura liderança da geral


    O ciclista belga Tim Wellens (UAE Team Emirates) venceu esta terça-feira a quarta etapa da Volta a Itália, a primeira em solo italiano, com o australiano Rohan Dennis (BMC) a segurar a liderança da classificação geral.

    Tim Wellens, de 26 anos, cumpriu os 191 quilómetros entre Catânia e Caltagirona em 5:17.34 horas, atacando na subida no interior do último quilómetro para bater o canadiano Michael Woods (Education First - Drapac Cannondale), segundo, e o italiano Enrico Battaglin (LottoNL-Jumbo), terceiro.

    Na classificação geral, Dennis permanece no primeiro posto, com um segundo de vantagem sobre o holandês Tom Dumoulin, vencedor da 'corsa rosa' em 2017, e sobre o britânico Simon Yates (Mitchelton-Scott), que subiu ao pódio após um problema mecânico ter atrasado o português José Gonçalves (Katusha-Alpecin).

    Na quarta-feira, os ciclistas enfrentam uma tirada de 153 quilómetros, com a quinta etapa a ligar Agrigento a Santa Ninfa, com três contagens de montanha num percurso acidentado.


    Record

  4. #4
    Avatar de benfas69
    Registo
    Oct 2016
    Localização
    Sobralinho
    Idade
    45
    Posts
    11.348
    Esteban Chaves vence quinta etapa no Etna


    O ciclista colombiano Esteban Chaves (Mitchelton-Scott) venceu esta quinta-feira isolado a quinta etapa da Volta a Itália, no Monte Etna, com o colega de equipa Simon Yates a assumir a liderança da classificação geral individual.

    Chaves, de 28 anos, bateu o colega de equipa na meta ao fim de 4:16.11 horas, depois de ter integrado a fuga do dia e resistido a subida ao Etna até final, quando Yates, novo camisola rosa, se juntou ao esforço, com o francês Thibaut Pinot (Groupama -- FDJ) a cortar a meta em terceiro, a 26 segundos.

    Os primeiros lugares da geral sofreram muitas alterações, com Yates a assumir o primeiro posto, com 16 segundos de vantagem em relação ao holandês Tom Dumoulin (Sunweb), vencedor em 2017, e 26 para Chaves.

    Na sexta-feira, os ciclistas enfrentam uma ligação de 159 quilómetros entre Pizzo e Praia a Mare, com um traçado adequado para uma chegada compacta e disputa da vitória ao sprint.

    Record

  5. #5
    Avatar de benfas69
    Registo
    Oct 2016
    Localização
    Sobralinho
    Idade
    45
    Posts
    11.348
    Sam Bennett vence 6.ª etapa ao sprint


    O irlandês Sam Bennett (Bora-hansgrohe) venceu esta sexta-feira ao sprint a sexta etapa da Volta a Itália, com o britânico Simon Yates (Mitchelton-Scott) a conservar a liderança da classificação geral.

    Bennett, de 27 anos, cumpriu os 159 quilómetros entre Pizzo e Praia a Mare em 03:45.27 horas, batendo ao sprint o italiano Elia Viviani (Quick-Step Floors), vencedor de duas etapas nesta edição, e o também italiano Sacha Modolo (EF Education First - Drapac Cannondale), terceiro.

    Os primeiros lugares da classificação geral não sofreram alterações, com Simon Yates a conservar a camisola rosa de líder do Giro, com 16 segundos de vantagem sobre o holandês Tom Dumoulin (Sunweb), vencedor em 2017, e 26 segundos sobre o colombiano e colega de equipa Esteban Chaves, terceiro.

    No sábado, os ciclistas enfrentam nova etapa de montanha, com 209 quilómetros entre Praia a Mare e Montevergine di Mercogliano, com uma chegada em alto a testar os candidatos à vitória final.

    Record

  6. #6
    Avatar de benfas69
    Registo
    Oct 2016
    Localização
    Sobralinho
    Idade
    45
    Posts
    11.348
    Richard Caparaz com triunfo histórico


    O ciclista equatoriano Richard Carapaz (Movistar) ofereceu este sábado o primeiro triunfo da história ao seu país na Volta a Itália, ao vencer isolado a oitava etapa, na qual o britânico Simon Yates (Mitchelton) manteve a liderança geral.

    "Estou muito feliz, trabalhei muito antes do Giro e agora, claro, é muito emocionante conquistar o meu primeiro triunfo no World Tour. Estava fresco, pelo que decidi atacar ainda longe, a dois quilómetros da meta. Era o momento adequado para me isolar, pois sabia que não poderia vencer num sprint", disse o atleta de 24 anos.

    Carapaz cumpriu os 208 quilómetros entre Praia a Mare e Montevergine de Marcogliano em 5:11.35 horas, deixando o grupo dos favoritos, liderado pelo italiano Davide Formolo (BORA-hansgrohe), a sete segundos.

    O líder do prémio da juventude surpreendeu os principais corredores do pelotão com um ataque decisivo a 1,3 quilómetros da meta, apanhando o holandês Bouwman, que se tinha destacado pouco antes, e chegar sozinho na frente, seguindo do pelotão com todos os favoritos, numa tirada sem ataques dos mais fortes.

    Antes do exame de domingo nos Alpes, que deve mexer com os primeiros lugares, Yates tem o holandês Tom Dumoulin (Sunweb) a 16 segundos e o colombiano Esteban Chaves, seu colega de equipa, a 26, enquanto Chris Froome (Sky) é nono a 1.10 minutos. Carapaz subiu a oitavo, a 1.06.

    O português José Gonçalves (Katusha) foi 32.º, a 19 segundos, e baixou uma posição para 21.º, a 2.18.

    Record

  7. #7
    Avatar de benfas69
    Registo
    Oct 2016
    Localização
    Sobralinho
    Idade
    45
    Posts
    11.348
    Simon Yates vence no Gran Sasso e reforça liderança


    O britânico Simon Yates (Mitchelton) reforçou este domingo a liderança na Volta a Itália, revelando-se forte candidato ao triunfo final ao vencer a nona etapa no topo do Gran Sasso, onde Dumoulin cedeu e Froome e Aru se 'afundaram'.

    "É algo grandioso vencer a minha primeira etapa no Giro com a camisola rosa. Um triunfo que dedico aos meus companheiros, que trabalharam muito e realmente bem. Desde a partida que acreditávamos na possibilidade de vencer", disse Yates, de 25 anos.

    Yates completou os 224 quilómetros entre Pesco Sannita e Gran Sasso em 5:54.13, trazendo na sua roda apenas o francês Thibaut Pinot (Groupama) e o companheiro colombiano Esteban Chaves, únicos a concluírem a tirada com o mesmo tempo.

    Num final duro na região central da cordilheira dos Apeninos, a 2.135 metros de altitude e ainda com vestígios de neve, o italiano Domenico Pozzovivo (Bahrein Merida) e o equatoriano Richard Carapaz (Movistar) chegaram quatro segundos depois do trio da frente.

    O holandês Tom Dumoulain (Sunweb), vencedor da edição de 2017, cedeu no último quilómetro da subida, mas chegou em nono e limitou as perdas a 12 segundos.

    Bem pior foi o desfecho para o britânico Chris Froome (Sky) - triplo vencedor da Volta a França -, que chegou no 23.º posto, a 1.07 minutos, e vê complicar-se a tarefa de encadear os triunfos Tour-Vuelta-Giro.

    O italiano Fabio Aru, 24.º na etapa, a 1.14, também ficou em situação complicada na perspetiva da luta pela vitória.

    Na geral, Yates tem agora 32 segundos de avanço para o colega Chaves, que resgatou a segunda posição a Dumoulin, enquanto o holandês caiu para terceiro, a 38 segundos, Pinot segue em quarto, a 45, e Pozzovivo é o quinto, a 57. Froome caiu dois lugares, para 11.º, já a 2.27 minutos, e Aru baixou quatro posições, para 15.º, a 2.36.

    O português José Gonçalves (Katusha) foi 31.º, a 2.04 minutos de Yates, e manteve o 21.º lugar, a 4.32.

    Na segunda-feira, o pelotão tem direito ao segundo dia de descanso, antes de enfrentar no dia seguinte a 10.ª etapa, com 239 quilómetros entre Penne e Gualdo Tadino.

    Record

  8. #8
    Avatar de benfas69
    Registo
    Oct 2016
    Localização
    Sobralinho
    Idade
    45
    Posts
    11.348
    Matej Mohoric vence 10.ª etapa


    O ciclista esloveno Matej Mohoric (Bahrain Mérida) venceu hoje a 10.ª etapa da Volta a Itália, batendo o alemão Nico Denz (AG2R La Mondiale), com o britânico Simon Yates (Mitchelton-Scott) a segurar a liderança da geral.

    Mohoric, de 23 anos, cumpriu os 244 quilómetros entre Penne e Gualdo Tadino em 6:04.52 horas, à frente do companheiro de fuga, que chegou em segundo com o mesmo tempo, e do irlandês Sam Bennett (Bora-Hansgrohe), primeiro do pelotão, a 34 segundos, com o português José Gonçalves (Katusha-Alpecin) no 10.º posto.

    Na classificação geral, o britânico Simon Yates segurou a liderança da classificação geral, mas a Mitchelton-Scott perdeu o segundo posto, que era ocupado pelo colombiano Esteban Chaves, logo no início da etapa, com o vencedor de 2017, o holandês Tom Dumoulin (Sunweb) a subir a segundo, a 41 segundos, e o francês Thibaut Pinot (Groupama -- FDJ) a terceiro, a 46.

    Na quarta-feira, os ciclistas percorrem 156 quilómetros entre Assisi e Osimo na 11.ª etapa, numa tirada de perfil acidentado que deverá provocar mais alterações nos primeiros lugares da geral.

    Record

  9. #9
    Avatar de benfas69
    Registo
    Oct 2016
    Localização
    Sobralinho
    Idade
    45
    Posts
    11.348
    Chris Froome vence no Monte Zoncolan


    Chris Froome venceu este sábado a 14.ª etapa da Volta a Itália, que terminou no Monte Zoncolan, contagem de montanha de primeira categoria. O britânico cortou a meta com alguns segundos de vantagem para o compatriota Simon Yates, que com este resultado reforçou a camisola rosa.

    Para o ciclista da Sky tratou-se da sua primeira vitória após o controlo positivo por salbutamol na Vuelta de 2017, caso de doping que ainda está em investigação.

    Já José Gonçalves (Katusha) teve um comportamento positivo num perfil de etapa muito complicado, terminando a etapa no 33.º lugar, a 5.36 minutos de Froome. Na classificação geral, o ciclista português desceu duas posições, de 20.º para 22.º, a 10.57 minutos de Yates.

    record

  10. #10
    Avatar de benfas69
    Registo
    Oct 2016
    Localização
    Sobralinho
    Idade
    45
    Posts
    11.348
    Yates vence isolado e reforça liderança antes do decisivo contrarrelógio



    O ciclista britânico Simon Yates (Mitchelton) venceu este domingo isolado a 15.ª etapa da Volta a Itália, reforçando a sua liderança na véspera de um contrarrelógio que pode ser decisivo para o Giro.

    Yates aventurou-se em solitário na última contagem de montanha da tirada de 175 quilómetros, entre Tomezzo e Sappada, para se impor em 4:37.56 horas, com 41 segundos de avanço para o grupo perseguidor, no qual vinha o holandês Tom Dumoulin (Sunweb), vencedor em 2017 e o seu mais direto perseguidor, agora a 2.11 minutos.

    "É uma boa vantagem, mas o Tom pode recuperar dois minutos no contrarrelógio. Desde Israel que estou a lutar para conquistar uma boa vantagem e agora tenho-a, mas pode desvanecer-se nos 35 quilómetros (de terça-feira). Veremos...", disse Yates.

    O outro especialista no contrarrelógio, o também britânico Chris Froome (Sky), que tinha vencido no sábado, numa das etapas mais duras, foi apenas 17.º, a 1.32, e deve ter enterrado de vez, nas Dolomitas, a esperança de vencer.

    "Jack Haig imprimiu um forte ritmo e o George Bennet atacou. Foi muito duro fazê-lo na base da montanha, mas sentia-me bem e escolhi o meu momento. Eles responderam da primeira vez, mas voltei a tentar e fui embora sozinho. É fantástico. Dei tudo", contou Simon Yates, resumindo a fase decisiva da jornada, na qual fez em solitário os últimos 17 quilómetros.

    O quinteto perseguidor foi encabeçado pelo colombiano Miguel Angel Lopez (Astana) e incluía ainda o italiano Domenico Pozzovivo (Bahrain), o equatoriano Richard Carapaz (Movistar) e o francês Thibaut Pinot (Groupama), os cinco mais diretos perseguidores de Yates.

    Record

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

Conectar

Conectar