A pesquisa que foi conduzida com o intuito de examinar as alterações nas atitudes e comportamentos sociais dos indivíduos, pretendia também entender a sua postura em relação aos piropos, também denominados por ‘assédio de rua’.

O inquérito perguntou aos participantes qual era a sua opinião relativamente a cenários nos quais homens comentavam alto e verbalmente acerca da aparência física de uma mulher em público.

Este inquérito anual, entitulado British Social Attitudes survey, é realizado consecutivamente há 35 anos, e envolve entrevistas a mais de 3,988 adultos, que são selecionados aleatoriamente através do seu código postal.

Cerca de 57% dos participantes respondeu que era “sempre” ou “quase sempre” errado para os homens fazerem comentários insolicitados – tais como comentar que uma mulher “está com bom aspeto ou que é linda” - um ponto de vista surpreendentemente mais comummente assumido pelos homens (61%), do que pelas mulheres (52%).

Entretanto, 45% dos inquiridos concordou que era igualmente errado para as mulheres fazerem o mesmo tipo de comentário destinado a membros do sexo masculino.

Mais ainda, a pesquisa apurou que 72% dos indivíduos considera que os papéis tradicionais atribuídos aos géneros masculino e feminino estão de todo desatualizados, nomeadamente que o homem deve garantir o sustento financeiro e a mulher permanecer em casa.

De um modo geral, o inquérito concluiu que os indivíduos mais jovens e com mais habilitações académicas têm atitudes, crenças e comportamentos mais progressivos relativamente ao género.

IN:NM