William Brian Stillwell disparou sobre a mulher um dia após o Ano Novo, em Melbourne, na Austrália, quando descobriu um vídeo sexual da companheira com o seu melhor amigo.

O australiano não perdoou a traição e tentou tirar a vida a Mona com uma pistola automática de 9mm. O crime foi cometido em frente aos filhos do casal - um menino e uma menina, gémeos, de cinco anos. O homem já foi detido.

Na chamada realizada para o número de emergência 911 - equivalente ao 112 em Portugal - é possível ouvir uma das crianças a pedir ao pai que parasse o massacre, conta o The Sun. "Não papá! Não! Não quero morrer", terão sido as palavras de uma das crianças.

Os meninos acabaram por ser levados para um local seguro pelos vizinhos.

Os três adultos que ficaram feridos - a companheira e os pais desta - foram encaminhados para o hospital e não correm risco de vida.

Stillwell vai ser indiciado por tentativa de homicídio e violência contra crianças.

Ler mais em:CM