Um novo estudo realizado por uma equipa de investigadores da Universidade de Estocolmo, na Suécia, revelou que respirar apenas pelo nariz pode ajudar a transferir mais informação para a chamada memória a longo prazo.

Para efeitos daquela pesquisa, os investigadores expuseram os participantes a vários odores.

Foi pedido a metade dos participantes que não respirasse pelo nariz durante uma hora, enquanto que os investigadores solicitaram à outra metade para que restringisse a respiração pela boca.

Os resultados revelaram que aqueles que respiraram pelo nariz detinham uma melhor capacidade de reconhecer odores após aquela hora, comparativamente aos indivíduos que respiraram somente por via oral.

Enquanto que o estudo não mediu a atividade cerebral, os investigadores sugerem que respirar pelo nariz melhora a comunicação entre as redes sensoriais e de memória.

O que significa que as memórias são reproduzidas e reforçadas durante a consolidação.

Todavia, os investigadores salientam que será necessária a realização de mais estudos para estabelecer cientificamente esta ligação.

IN:NM