O biomédico brasileiro Roberto Martins Figueiredo, conhecido como ‘Dr. Bactéria’ e uma das principais autoridades em saúde pública, explicou em declarações à publicação Veja São Paulo: “As toalhas usadas para secar o rosto e as mãos devem ser trocadas diariamente. É preciso ter cuidado especial com elas, pois constituir um meio para transmitir doenças, como conjuntivite”.

“Já as toalhas para secar o corpo devem ser trocadas a cada dois dias. Após o uso, devem ser estendidas, de preferência ao ar livre. As bactérias precisam de água para sobreviver, portanto, é importante que ela esteja sempre aberta após o uso, para que seque rápido. Nunca deve ser guardada húmida”.

Segundo o especialista, outro fator importante para garantir toalhas sempre limpas é lavá-las com água a 60º C por cerca de trinta minutos. Já que a lavagem com água a temperatura normal não mata as bactérias.

O ideal é também secá-las ao sol e passá-las a ferro de modo a exterminar quaisquer organismos que ainda sobrevivam nos tecidos.

Relativamente, aos lençóis estes devem ser substituídos uma vez por semana. Sendo que é importante deixar a cama arejar após se levantar.

Portanto, o ideal é fazer a cama uma hora após sair dos lençóis.

“Para guardar as roupas de cama, é importante passá-las no ferro e colocá-las em sacos fechados, de preferência feitos com TNT, um tecido respirável e que permite a troca de ar”, conclui o biomédico.

IN:NM