Enquanto alguns alimentos dão energia, aceleram o metabolismo e impactam positivamente na disposição, há opções que, ao invés, provocam uma sensação extrema de moleza e cansaço.

Sente-se exausto? Descubra os possíveis alimentos ‘infratores’.

Cinco alimentos que roubam a energia

Fritos

Alimentos fritos, panados e salgados, possuem as chamadas gorduras transgénicas e saturadas, que dificultam a digestão e fazem com que os nutrientes que nos fornecem energia cheguem mais lentamente à corrente sanguínea. Mais ainda, as refeições muito gordurosas e pesadas desviam um grande fluxo de nutrientes para o processo digestivo, fazendo com que o cérebro receba menos desses nutrientes necessários para a energia.

Doces

O açúcar é a maior fonte de energia para o cérebro. Todavia, quando é absorvido em grandes quantidades pelo sangue, caso dos alimentos de alto índice glicémico, como os doces em geral, o pâncreas produz picos de insulina. Fazendo com que pouco tempo depois do consumo desses alimentos, a pessoa se sinta sem energia e necessitando de mais glucose ou açúcar.

Corantes e conservantes

Essas substâncias estão presentes em quase todos os produtos industrializados e, em excesso, têm um impacto tóxico no corpo que suga a energia.

Café

Sim, a cafeína é um excitante cerebral. Porém, quando consumido em excesso, a substância gera um desgaste e desequilíbrio na produção de neurotransmissores que nos mantém em estado de alerta, gerando uma dependência cada vez maior da cafeína para que o corpo tenha energia.

Bebidas alcoólicas

Além de conterem um altíssimo índice glicémico, o álcool, em excesso, sobrecarrega o fígado e impede o seu bom funcionamento, que é, entre outras funções, eliminar as toxinas do corpo que a longo prazo impede os mecanismos energéticos. Adicionalmente, a absorção de vitaminas do complexo B, principalmente a tiamina (vitamina B1), muito presente no processo de produção de energia para o corpo, é prejudicada, provocando aquela sensação súbita de exaustão e cansaço, logo depois.


IN:NM