Temperaturas altas a Norte e mais baixas a Sul colocam hoje o país 'ao contrário'



A instabilidade do tempo já não é novidade nenhuma para os portugueses. Este sábado será marcado por uma “subida acentuada da temperatura”, chegando o distrito de Braga a atingir uma máxima prevista de 29ºC (o distrito mais quente). Enquanto isso, por cá continuam as nuvens e os chuviscos. Um clima tropical fora do sítio.

A previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) é de que este sábado o céu se apresente em geral pouco nublado, apresentando períodos de maior nebulosidade nas regiões Centro e Sul com ocorrência de aguaceiros, em especial no interior da região Sul.

De salientar a possibilidade de trovoada nas regiões Centro e Sul durante a tarde, em especial no interior.

Quanto às temperaturas, espera-se uma “subida acentuada” da máxima. Além de Braga, onde está prevista uma máxima de 29ºC, vários são os distritos onde os termómetros vão chegar aos 27ºC: Setúbal, Santarém e Porto. Viana do Castelo, Vila Real e Coimbra esperam 26ºC de máxima e Bragança, Viseu, Castelo Branco, Leiria e Lisboa 25ºC. Aveiro é esperado que chegue aos 24ºC e a Guarda e Portalegre aos 22ºC.

Ao contrário do que é habitual, o Sul é hoje a região menos quente do país. Aliás, Beja é este sábado a região com a temperatura máxima mais baixa, não ultrapassando os 19ºC. E Évora não irá além dos 22ºC. Faro, no Algarve, vai registar uma máxima de 21ºC.

Quanto aos arquipélagos da Madeira e dos Açores, apesar da presença assídua das nuvens, não está prevista chuva ao longo do dia, a não ser chuviscos durante a madrugada.

Na Madeira, o Funchal vai chegar aos 22ºC de máxima, e Porto Santo aos 20ºC.

Nos Açores, Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Horta atingem hoje os 19ºC de temperatura máxima e Santa Cruz das Flores os 20ºC.

IN:NM