Um ingrediente comum encontrado em pastilhas elásticas e maionese pode causar o aparecimento de cancro do cólon – um tumor potencialmente fatal –, avisam os especialistas.

Os investigadores garantem que o aditivo alimentar dióxido de titânio, que surge como E171 nos rótulos das embalagens, pode ter um efeito prejudicial nas bactérias naturais que habitam no intestino.

A equipa de cientistas da Universidade de Sydney, na Austrália levou a cabo um estudo em ratos alimentados com uma dieta rica naquele ingrediente branqueador e apurou que este pode de facto prejudicar as bactérias intestinais.

Os dados apurados, publicados no periódico Frontiers in Nutrition, sugerem que consumir E171 pode provocar e acelerar o aparecimento de doenças intestinais e até de cancro.

O dióxido de titânio é comummente utilizado em grandes quantidades em mais de 900 produtos, assim como em pasta de dentes, tintas e protetores solares, de modo a conferir a caraterística tonalidade branca.

Estima-se que o seu uso em alimentos, medicamentos e vestuário tenha aumentado exponencialmente na última década, apesar de existirem dados suficientes acerca da sua segurança.

Wojciech Chrzanowski, co-autor do estudo, e especialista em nanotoxicologia na Universidade de Sydney, disse em declarações ao jornal britânico The Guardian: “Este estudo apresenta provas cruciais que o consumo de alimentos que contêm o aditivo E171 afeta a microflora e causa a inflamação do intestino, o que por sua vez pode levar ao desenvolvimento de numerosas doenças intestinais inflamatórias e de cancro colorrectal”.

IN:NM