James Stanley, um advogado de 61 anos da Flórida, nos Estados Unidos, detido por conduzir sob o efeito de álcool esta terça-feira. Os agentes da polícia de Saint Johns County mandaram parar o carro onde o advogado seguia. Já tinham sido alertados por uma pessoa que tinha visto o Mercedes de cor preta de James Stanley aos ziguezagues na estrada.

De acordo com a WJXT, quando abordaram Stanley sentiram o cheiro a álcool e o homem tinha uma garrafa de rum aberta ao colo. Também não levaram muito tempo a perceber que o advogado falava de forma arrastada.

“Estou f*****”, atirou James Stanley, que justificou o seu estado ébrio pelo processo de divórcio que está a atravessar. Mas rapidamente a postura do homem mudou. Não conseguia andar e recusou fazer os testes de sobriedade. Seguiram-se os insultos aos agentes. “Vai-te f****, sou um advogado, idiota. Não vou fazer esses testes, detenham-me”.

Os seus protestos continuaram quando chegou à cadeia. “És estúpido se achas que não tenho direito a um advogado”, terá alegadamente dito James Stanley a um dos agentes da polícia.

Esta quarta-feira foi libertado depois de pagar uma fiança de mil dólares (890 euros). O advogado enfrenta acusações de conduzir sob o efeito de álcool. Foi ainda citado por ter uma garrafa de álcool aberta no interior da viatura em que seguia quando foi detido e vai ter de pagar uma multa de 166 dólares (147 euros).

IN:NM