Os preços dos combustíveis vão ficar mais caros no arranque da próxima semana, que antecederá a greve dos motoristas a 12 de agosto. Em causa estará um aumento de 0,5 cêntimos no gasóleo e de 1 cêntimo na gasolina, disse fonte do setor ao Notícias ao Minuto.

Estaa variações, sublinhe-se, ainda podem sofrer alterações até ao final da manhã, uma vez que ainda não estão incluídas as cotações de hoje dos mercados internacionais.

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, recomendou que os portugueses abastecessem as suas viaturas antes da greve, para limitar o seu impacto.

A Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE) recomendou um reforço das reservas de combustível, por parte dos postos de abastecimento, e as empresas petrolíferas vão responder à altura, pelo menos é essa a garantia deixada pela Associação Portuguesa De Empresas Petrolíferas (Apetro).

Para já, ainda não foram definidos os serviços mínimos que os motoristas terão de cumprir na greve, que será por tempo indeterminado. Esta tarefa ficará a cargo do Governo, depois de os sindicatos e a ANTRAM não terem chegado a um acordo.

IN:NM