Até o homem mais experiente pode por vezes ter alguma dificuldade em agradar a parceira.

Ainda assim, são raras as mulheres capazes de dizer ao companheiro quando não estão completamente satisfeitas ou quando gostariam que fizesse algo diferente… sobretudo por medo de ferir os seus sentimentos.

E esse talvez seja o motivo para ainda existir ainda uma diferença tão abismal entre a frequência do orgasmo masculino e do feminino.



Aliás, enquanto 91% dos homens atingem o orgasmo durante a relação sexual, apenas 64% das mulheres chegam ao clímax, segundo um inquérito britânico realizado à população (National Survey of Sex and Behaviour).

Todavia, uma melhor performance no quarto não se restringe unicamente a movimentos acrobáticos ou a ‘técnicas de língua’.

De acordo com um levantamento realizado pelo portal norte-americano de agregação de conteúdos noticiosos Reddit, e que teve como base as respostas de 1500 mulheres a solução é deveras simples.

A maioria das inquiridas partilhou que gostaria que o seu parceiro fosse mais vocalmente expansivo durante o ato sexual – por outras outras palavras, que falasse e gemesse mais.

“Acho que os gemidos são sexy. É uma forma de saber se a outra pessoa está a gostar – sinto-me logo mais confiante”, explicou uma das respondentes.

Foi ainda pedido às utilizadoras daquele portal para que classificassem 15 ações que os parceiros fazem ou poderiam fazer na intimidade e que as categorizassem como ‘sem importância’, ‘um tanto importantes’ ou ‘muito importantes’.

Os resultados apurados revelaram que a maioria das mulheres deseja que o homem ‘assuma o controlo’, ‘fale de modo atrevido’ e ‘abuse nos preliminares’.

E apesar de parecer algo óbvio, 73% das mulheres disse ainda que era extremamente importante que o parceiro as fizesse atingir o orgasmo...

IN:NM