Em geral, estamos habituados a tratar qualquer tipo de dor comum com os mesmos medicamentos. Os anti-inflamatórios, entre os quais o ibuprofeno, são usados tanto para dor de cabeça como para a dor menstrual ou entorse.

No entanto, segundo um artigo do jornal espanhol La Vanguardia, os óleos essenciais possuem mecanismos de ação mais específicos, que lhes conferem uma afinidade especial por certas zonas. Por esse motivo, a localização e o tipo de dor dir-nos-ão a que planta recorrer. Os óleos são compatíveis com tratamentos convencionais, na verdade reduzirão a dose como resultado da analgesia.

Por exemplo, as dores de cabeça irritantes, ocasionais ou recorrentes, como enxaquecas, podem ser aliviadas com vários óleos essenciais. O mais utilizado é o de hortelã de campo (Mentha arvensis), adequado também a mulheres grávidas. No momento da aplicação de 2 gotas na área do templo e/ou pescoço, irá sentir alívio e frescura imediatos.

Esta frescura também pode ser usada para a dor causada por um herpes simples, qualquer tipo de neuralgia ou mesmo ciática ou entorse, diz o mesmo jornal espanhol.


IN:NM