A empresa de telecomunicações portuguesa vai passar a disponibilizar uma ficha de informação simplificada aos seus clientes, com o objetivo de tornar mais fácil a leitura da informação contratual.


A Nos passa a disponibilizar a ficha de informação simplificada (FIS) aos seus clientes a partir desta quinta-feira, dia 2 de janeiro, numa tentativa de tornar mais simples a leitura da informação contratual existente, de acordo com a empresa.

A ficha de informação simplificada vai ser disponibilizada aos clientes da empresa na altura de celebração do contrato. No entanto, pode ser pedida antes da assinatura no contrato, adiantou.

Esta decisão da empresa vai "permitir uma escolha mais informada e consciente do serviço a contratado, como as principais caraterísticas dos serviços, as ofertas e descontos associados à fidelização, a duração do contrato e os encargos decorrentes da denúncia antecipada do contrato", disse a Nos, em comunicado.

"A Nos acredita que esta iniciativa de autorregulação será extremamente benéfica para os seus clientes e para o setor das comunicações, introduzindo mais transparência e simplicidade na relação contratual entre os clientes e a Nos", disse a empresa liderada por Miguel Almeida.

A NOS tem em carteira um total de 4,8 milhões de clientes móveis, 1,6 milhões de clientes de televisão, 1,8 milhões de clientes de telefone fixo e 1,4 milhões clientes de internet de banda larga fixa.

Esta é também uma vontade antiga do regulador do setor em Portugal, a Anacom, que tem apelado a uma promoção da simplificação da linguagem contratual para os clientes. A ficha simplificada para os operadores de telecomunicações chegou a estar em vigor em 2016, mas a medida foi suspensa, na altura, a pedido das próprias empresas.

A primeira versão deste documento foi publicado em Diário da República no ano de 2016 e previa que a ficha tivesse entre quatro a cinco páginas e fosse disponibilizada aos clientes sempre que existisse uma nova oferta (por exemplo, no caso de novas adesões ou mudança do plano em vigor).

A partilha da ficha de informação simplificada para os clientes existe também no setor bancário, com moldes idênticos.


IN:J NEGOCIOS