Wayne Rooney perdeu muito dinheiro, em 2008, em apostas. Ingresso no Derby County reaviva drama pessoal.

Wayne Rooney, que se estreou esta semana como futebolista do Derby County, confessou ter vivido um problema de dependência do jogo, que afetou o rendimento do jogador, no Manchester United e na seleção inglesa.

A revelação surgiu durante um episódio do denominado "Stay in control de 32Red", programa de consciencialização do jogo de uma casa de apostas, que patrocina a nova equipa do avançado, atualmente com 34 anos de idade.

O caso aconteceu em 2008, quando o atacante jogava no Manchester United, estimando-se que, em cinco meses, tenha perdido o equivalente a 820 mil euros, assim como mais 76 mil euros, em escassas duas horas, num casino.

"Acho importante que os jovens jogadores entendam a responsabilidade do dinheiro que ganham porque recebem muito e é uma responsabilidade nossa, dos mais velhos, passar essa experiência, para os ajudar e orientar, seja devido aos perigos do jogo, seja simplesmente como cuidar do dinheiro", argumentou Rooney.

O futebolista internacional inglês adiantou que foi o excesso de tempo livre entre treinos, jogos e concentrações que o levou a experimentar o jogo online.

"Era fácil apostar pelo telefone. Não sentia que era dinheiro real. Antes que desses conta, já tinhas perdido um bom bocado, sem entender a quantia aplicada. No começo ganhava, então pensava que era dinheiro fácil. Mas isso começa a sugar-te", realçou.

"Era um jovem jogador que tinha dado de caras com imenso dinheiro. Se continuas a jogar, perdes mais. É aí que mergulhas num poço sem fundo", acrescentou.

No entanto, o veterano jogador foi capaz de inverter o rumo: "Felizmente consegui pagar o que perdi e não voltei a apostar. Aprendi com os meus erros", garantiu.

Pai e tio detidos em caso de apostas ilegais

Na temporada 2011/12, o pai e um tio do futebolista internacional inglês foram detidos em Londres e tiveram de prestar esclarecimentos, devido a alegado caso de apostas ilegais, durante um jogo do campeonato escocês. Na altura, as investigações centraram-se no futebolista Steve Jennings, médio do Motherwell, igualmente detido, acusado de ter provocado a própria expulsão do campo, depois de ter dirigido alguns impropérios contra o árbitro, num jogo frente ao Hearts. O caso arrastou-se na justiça britânica, mas acabou por não ter grandes consequências para a generalidade dos envolvidos, sobretudo no que diz respeito à questão de associação criminosa, que não se confirmou, por se tratar de uma situação isolada.


IN:JN