O dinheiro compra felicidade? Parece que sim, pelo menos para um pequeno grupo de estudantes universitários alemães que participaram num estudo sobre a ligação entre felicidade e altruísmo.

O estudo constatou que o ato de doar dinheiro para salvar uma vida suscitou felicidade, a princípio, mas os efeitos não duraram. Depois de um mês, os estudantes que doaram dinheiro ficaram menos felizes do que aqueles que optaram por manter o dinheiro para si. "O comportamento pró-social não aumenta inequivocamente a felicidade porque os gastos pró-sociais naturalmente exigem desistir de outra coisa, o que pode diminuir a felicidade", escreveram os autores do estudo, citados pela CNN.

Estes resultados vêm contrariar aquilo que se pensava anteriormente. Análises anteriores de scans cerebrais mostraram que ajudar os outros estimula os centros de recompensa do cérebro, inundando o sistema com substâncias químicas relacionadas com o bem-estar. O voluntariado, por exemplo, demonstrou minimizar o stress, melhorar a depressão, e até ajudar-nos a viver mais.


IN:NM