A maçonaria é a maior e mais antiga fraternidade do mundo. Suas origens datam três séculos atrás, quando pedreiros detinham os conhecimentos e habilidades para construções de castelos e fortificações medievais. Esses trabalhadores foram os primeiros a fundar essa organização na Inglaterra e muitos rituais e simbolismos da maçonaria fazem referência a este ofício ainda hoje.
A própria palavra maçom significa “pedreiro” em francês. Estima-se que existam mais de 2 milhões de maçons ao redor do mundo. A sociedade diz não discriminar nenhum homem, contudo, os membros devem acreditar em um ser superior (ou seja, não ser ateu) e ser do sexo masculino.



Membros da maçonaria utilizam trajes que revelam seu grau hierárquico,
além de outros acessórios símbolos da fraternidade

A maçonaria não se considera uma organização religiosa. Na realidade, membros de qualquer religião podem ser maçons. O único critério base é acreditar em Deus, chamado na maçonaria de “o grande arquiteto do universo”.
A maçonaria baseia seus princípios no aprimoramento individual através de filosofias humanistas e progressistas baseadas na liberdade, igualdade e fraternidade entre os homens. A filantropia é também uma característica dos maçons, seus membros costumam realizar grandes doações a diversas organizações humanitárias.
No Estados Unidos, estima-se que membros da maçonaria chegam a doar 2 milhões de dólares por dia para diversas instituições de caridade, além de possuírem suas próprias instituições de acolhimento para pessoas com menos poderes aquisitivos.
As lojas maçônicas são os locais de encontro destas pessoas. Nelas, existem salas que apenas membros podem entrar e são normalmente os locais onde acontecem os rituais de iniciação de novos integrantes ou rituais para promover um membro a um grau maçônico mais elevado.



Estátuas em frente a um templo maçônico na Filadélfia
A maçonaria não se considera uma sociedade secreta. E nem deveria! Pessoas de todo o mundo têm conhecimento de sua existência. Contudo, o que faz da maçonaria tão interessante, em especial, para novos integrantes, são os segredos que apenas membros compartilham.
Um destes segredos é o aperto de mão maçônico. Existem muitas teorias da conspiração na internet que apresentam celebridades dando um aperto de mão peculiar e este, portanto, seria um aperto de mão maçônico. Na realidade, existem diversos apertos de mãos secretos entre os maçons e eles dependem do grau hierárquica dos membros.
De acordo com o vice-grão-mestre da Grande Loja Unida da Inglaterra, Doutor David Staples, os apertos de mãos secretos não devem ser utilizados em público. Alguns deles são reservados apenas para cerimônias especiais dentro das lojas maçônicas e estes simbolismos devem ser mantidos em segredo, pois fazem parte da história e tradição dos maçons.



Cerimônia de iniciação maçônica (Paris, 1745).
Detalhe para o novo membro de olhos vendados de branc
o

O que acontece no ritual de iniciação é outro segredo que já rendeu as mais diversas teorias da conspiração, incluindo presumirem que é realizado o sacrifício de um bode nesta cerimônia. Isso, no entanto, nunca foi confirmado.
Nos poucos documentários e reportagens que existem sobre a maçonaria, foram revelados alguns dos segredos do processo de iniciação. O novo membro espera isolado em uma sala por um tempo para se sentir deslocado dos demais. Ele é então chamado, vendado e levado para a grande sala da loja. Na iniciação, o membro deve mostrar um dos seios para confirmar que não é uma mulher. Depois disso, ele irá escutar o texto de iniciação que inclui os deveres de um maçom e os princípios morais da fraternidade.


O compasso e esquadro: símbolo da maçonaria
Um dos símbolos mais conhecidos do mundo é o da maçonaria. Ele é composto de um compasso e um esquadro tendo a letra G no meio. Abaixo revelamos o que cada parte deste símbolo significa.


Outro símbolo associado à maçonaria é o famoso Olho de Providência que estampa até mesmo as notas de 1 dólar americano. O olho é sempre representado dentro de uma pirâmide e envolvido de raios de luz.
Por muito tempo, foi sugerido que membros da maçonaria eram tão influentes nos Estados Unidos que propositalmente colocaram o símbolo na nota americana. Contudo, apenas Benjamin Franklin é conhecido por ser um maçom naquela época e ele não teve nada a ver com o design desta nota.


Os maçons, no entanto, utilizam este símbolo não como uma maneira de dizer ao mundo que “estão olhando a todos”, mas que os membros estão sendo vigiados por todos e por isso, devem atuar com cautela e discrição.

Mulheres na maçonaria


Mulheres maçons em um templo maçônico da Inglaterra em 1937

Historicamente, a maçonaria aceitou apenas homens como membros desta sociedade com algumas poucas exceções ao longo dos séculos. Apesar das esposas frequentarem alguns jantares e eventos promovidos pela maçonaria ou participarem de ordens de menor importância, elas eram proibidas de entrar em certos espaços das lojas ou participarem de qualquer cerimônia.
Lojas maçônicas com homens e mulheres (mistas) ou lojas exclusivamente femininas não são reconhecidas oficialmente pela Grande Loja Unida da Inglaterra. Contudo, são reconhecidas “como parte da maçonaria”, quando esta é descrita de forma geral.
As lojas maçônicas femininas ganharam maior popularidade no Século XX. Assim como os homens maçons, estas mulheres conduzem rituais, cerimônias e iniciações com os princípios da maçonaria.
Algumas pessoas discutem a modernização da maçonaria através de uma maior integração entre homens e mulheres nas lojas. Este, no entanto, é um tema que gera debates entre membros progressistas e tradicionalistas.

Grandes figuras da história maçons


Um dos compositores mais influentes do mundo, Beethoven foi membro da maçonaria

Entre políticos, músicos, juízes de alto calão e cientistas, a maçonaria sempre teve membros de destaque na sociedade. Muitas destas figuras eram orgulhosos membros da maçonaria e influenciaram diversos aspectos da sociedade que conhecemos hoje. Entre eles, podemos destacar:

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - compositor
Napoleão Bonaparte (1769-1821) - imperador francês
Henry Ford (1863-1947) - fundador da companhia de automóveis Ford
Oscar Wilde (1854-1900) - escritor britânico
Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1793) - compositor
Winston Churchill (1874-1965) - político britânico
José Bonifácio (1778-1859) - político brasileiro
Dom Pedro 1 (1798-1834) - primeiro imperador do Brasil
Deodoro da Fonseca (1827-1892) - primeiro presidente do Brasil
Buzz Aldrin (1930-) - segundo homem a pisar na lua


Fonte: hipercultura