Cães de raça pura que foram confiscados na sequência de ordens judiciais, na Ucrânia, por causa de dívidas dos donos, estão a ser colocados à venda através de leilão em endereços de internet estatais.

De acordo com a BBC, estes leilões estão a causar uma chuva de críticas por parte da oposição.

Os cães foram detetados em páginas de internet do estado ucraniano, onde estavam à venda itens confiscados. Muitos pensaram que se tratava de uma brincadeira, mas acabou por se confirmar que não. Acima, está a imagem de um deles, que ainda não tinha sido vendido.

As capturas de ecrã dos anúncios de venda foram feitas por Mykhailo Volynets, um deputado da oposição. O parlamentar sublinhou que os animais estavam a ser de "moeda de troca" e que um deles - um pastor alemão - estava a ser vendido com um valor inicial de 44 euros, outros com preço muito menor.

Denis Malyuska, o ministro da Justiça, disse à BBC ucraniana que os cães têm que ser confiscados dos donos. "Ainda que sejam levados por causa da insolvência dos donos, muitas vezes é o melhor para eles, porque são alvo de maus tratos", indicou. O responsável sugeriu, porém, que os leilões de animais deviam ser terminados.


IN:NM