A polícia está a investigar a morte de Laura Higginson, que se suspeita ter morrido na sequência de um erro médico.

A mulher, de 30 anos, estava a ser tratada a uma pneumonia, em 2017, quando acabou por morrer no Whiston Hospital, Merseyside, Reino Unido.

Meses depois, o marido da vítima veio a descobrir que Laura morreu na sequência de uma overdose. Um porta-voz do hospital reconhece que pode ter sido receitado paracetamol em excesso à mulher, mas nega que essa tenha sido a causa da sua morte.

Uma investigação à morte de Laura teve início esta quinta-feira.


IN:NM