A natureza oferece-nos momentos impensáveis! O mundo tem vários organismos que estudam e avaliam determinados fenómenos. A revelação mais recente pertence à Organização Mundial de Meteorologia que indicou dois novos recordes no que diz respeito a relâmpagos.


No Brasil, um raio de mais de 700 km de extensão é já considerado o novo recorde mundial.








Brasil tem um novo recorde


A Organização Mundial de Meteorologia revelou, via Twitter, dois novos recordes mundiais relativamente a relâmpagos. Os raios representam um grande risco à vida de muitas pessoas, todos os anos.



Raio com distância semelhante do Pontevedra, Espanha até Faro

Segundo a organização, a 31 de outubro de 2018, um raio com 709 km (sim, leu bem, 709 km), foi registado no Brasil. Tendo em conta a distância alcançada, este raio é considerado o com maior distância horizontal.



Para se ter uma ideia, a distância é semelhante a percorrer Boston e Washington DC (ou, por exemplo, Pontevedra – Espanha até Faro). O recorde anterior foi estabelecido em 2007, quando um raio de 321 km foi registado em Oklahoma, nos Estados Unidos.








Além do relâmpago com maior comprimento, foi registado a 04/03/2019 o raio com maior duração. Aconteceu na Argentina e durou 16,7 segundos. A marca anteriormente registada era de 2012, na França, com 7,74 segundos.



Estes novos fenómenos foram registados recorrendo a tecnologia recente, mas usaram a mesma metodologia para medir a extensão do “flash” que tinha sido usada nos recordes anteriores.




PP