Proteção solar e menor desgaste do interior

Os vidros fumados protegem o condutor dos raios solares e protegem igualmente o próprio interior do carro.
Ao impedirem a entrada dos raios, os vidros fumados evitam principalmente o desgaste dos estofos e do painel de instrumentos, que, com os longos ciclos de exposição solar , tendem a ficar com o material desgastado, mudança de pigmento de alguns plásticos e as propriedades físicas dos materiais a bordo

Diminuição do calor e economia no combustível

Enquanto protegem o carro e auxiliam a visão periférica do condutor, os vidros fumados conseguem igualmente garantir que o interior do carro não alcance temperaturas demasiado elevadas.
Desta forma, o condutor irá recorrer menos ao uso do ar condicionado, o que favorece uma economia de combustível considerável – especialmente no verão.

Maior privacidade

É comum ver vidros escurecidos nos veículos das celebridades e o motivo é óbvio: um carro equipado com estes vidros conseguem preservar mais privacidade ao mesmo tempo que garantem ao condutor comum um ambiente a bordo mais isolado do mundo exterior para um estilo de condução mais cómodo.

Aumento da segurança

É também recorrente ver carros com vidros escurecidos em países onde a ocorrência de assaltos é mais elevada. Ao bloquearem a visibilidade para o interior dos veículos, estes vidros podem, de certa forma, desencorajar os criminosos em praticar o assalto ou furto.

Acréscimo da resistência do vidro

Por outro lado, o aumento da espessura torna-os mais resistentes à quebra. Em caso de acidentes de causas naturais ou de colisão, estes tendem suster uma maior resistência ao choque.
Assim sendo, em caso de acidentes, os estilhaços resultantes da quebra dos vidros não serão projetados sobre o condutor nem dos passageiros, minimizando os ferimentos de quem está a bordo.