Num centro de saúde
o médico examina um dos seus pacientes alentejanos e diz-lhe: -
O senhor reage devagar, anda devagar, come devagar,
pensa devagar, escreve devagar, lê devagar.
Há alguma coisa que faça um pouco mais depressa? -
Sinhê senhori doutôri ! Adromêço depressa !!!