A influencer brasileira Gle Marquez partilhou nas redes sociais uma multa que recebeu do condomínio onde mora, em São Paulo. O motivo? O uso de roupas consideradas "inapropriadas" nas áreas comuns.

"Chegou uma multa do meu condomínio e quero que vocês adivinhem do que é", começou por referir.

Na missiva, que a influencer divulgou, o condomínio sublinhou que "ficou constatado" que Gle estava a usar "roupas inadequadas nas áreas comuns do condomínio", informando que "tal conduta vai contra o regulamento condominial em vigência, além de trazer grande desconforto aos demais moradores".

Revoltada, a influencer explicou que desceu para tirar uma fotografia e que subiu rapidamente. "Não parece, mas tenho vergonha que outros fiquem a olhar (...) Mas não há justificação. Ninguém tem de justificar a roupa que está a usar", disse.

Gle divulgou também nas redes sociais o regulamento em causa de que foi acusada de violar, onde se lê: "É recomendado apresentar-se ou transitar pelo hall, corredores e demais dependências comuns do condomínio (...)de forma respeitosa, evitando-se exageros e constrangimento perante os demais condôminos".

Indignada com toda a situação, e apesar de ter acabado por não ter de pagar a multa, Gle resolveu abrir um processo por danos morais. "Vou atrás dos meus direitos (...) Achei isto um absurdo".

Este caso, cuja história é contada no jornal Globo, é semelhante ao de Ana Paula, uma jovem de 22 anos, residente no estado brasileiro de Paraná, que recebeu uma carta do vizinho pedindo que usasse roupas "decentes".


IN:NM